terça-feira, 31 de janeiro de 2012

[Série] Californication




Californication é uma série exibida originalmente pelo canal ShowTime, em sua quinta temporada o tema central ainda é polêmico, alguns acreditam em um drama bem humorado com pitadas de sexo, outros afirmam ser um pornô leve com um drama suave para enlaçar a história. Apesar do verdadeiro declínio que a história esta sofrendo no decorrer das temporadas, ainda acredito no seu drama bem humorado.

Hank Moody (David Duchovny, o Fox Mulder de Arquivo Xé um escritor em crise criativa que ainda vive dos louros de seu único sucesso. Talentoso, indisciplinado e instável, tenta conciliar sua vida de pai e eterno amante de sua ex-companheira, com seus vícios, álcool, drogas e mulheres. Becca é muitas vezes um pedido incansável para que Hank consiga acertar, a pré-adolescente é bem madura pra idade, é ela quem muitas vezes consegue colocar um pouco de juízo na cabeça do pai. Talvez pela influência, e até mesmo pela idade, ela acaba experimentando um pouco sobre o mundo de drogas, sexo e rock n' roll.



Karen, ex-companheira e mãe de Becca, é o eterno amor de Hank. Tentar reconquista-la é um dos únicos motivos que ele tem para tentar fazer o certo, o que nem sempre da certo, é claro. Depois de muitas brigas, vacilos e irresponsabilidades, ela resolve colocar a fila pra andar, encontrando a felicidade em outros homens, o que deixa Hank com mais motivos pra ser errado. Charlie Runkle é o agente e melhor amigo de Hank, é um verdadeiro esquisitão, tarado e com ejaculação precoce, casado com Marcy, uma louca varrida e maniaca por sexo.

Os episódios vão se desenrolando com os dramas de Hank, a sua tentativa de escrever um novo romance e de reconquistar sua ex-companheira. Apesar de ser um sedutor lindo, charmoso, sincero e tudo de bom, que fica com todo rabo-de-saia que aparece na sua frente, é um homem sozinho, que perdeu sua vez e se nega a buscar novas oportunidades. Por enquanto Karen tenta encontrar sua felicidade com outros caras, mesmo ainda amando Hank, ela entende que ele nunca vai mudar, e que nunca vai conseguir ser feliz ao lado dele.




Talvez poucos olhem a série pelo o ângulo que eu olho, pra mim além de sexo ela fala sobre relacionamento, sobre o amor louco que Hank e Karen sentem um pelo o outro, que apesar da fila andar, eles nunca conseguem se esquecer, o amor não morre, o amor sempre ta lá te deixando com cara de bobo e fazendo com que você perdoe, fazendo com que você faça coisas impensáveis, talvez até se arrependa depois, mas faça pq ainda ama...

Apesar do declínio da série, pois no começo ela mostrava bem essa relação entre os dois, ou melhor, entre os dois + Becca, hoje os episódios são resumíveis a sexo, e/ou piadas sobre sexo, e/ou diálogos como "vou mandar fazer um console igual ao seu p**". Quando eu to lá pensando em desistir de continuar assistindo, surge um diálogo entre Karen e Hank falando que apesar da fila ter andado, o amor continua, que eles ainda se amam, e que quem tiver do lado deles terá que aceitar isso. #chorei


Quem viveu algo parecido? Quem amou a pessoa "errada"?
Hank seu lindo, assim você me mata! Haha

domingo, 29 de janeiro de 2012

[Livro] O Mundo dos Livros Infantis

Amanhã é a última segunda-feira do mês, dia de muitos colégios/universidades darem inicio a mais um ano letivo, porém nessa semana, além de começar minhas aulas, duas pessoinhas que eu adoro vão pro colégio pela primeira vez, aproveitando a deixa, quero mostrar alguns livrinhos infantis que eu usei e guardo até hoje.

Livros Infantis

Esses eu usei na primeira e segunda série, que hoje deve ser segunda e terceira, não sei, não entendo essa mudança e não vejo utilidade, mas deixa quieto... Um do meus favoritos é o Ponto de Vista, que mostra como as coisas são relativas, tudo depende de um ângulo. Um Sapatinho Especial é sobre um joaninha chatinha que vai comprar um sapatinho, ou será 100 sapatinhos? Barulhinho do Silêncio fala sobre os sons da noite e os sons do dia, bem interessante. Já o Franguinho Sebastião é uma aventura sobre a busca dos "coquinhos". A Ritinha Danadinha é do queridíssimo Pedro Bandeira, sobre as palavras e os "palavros". Já As Confusões de Aninha são várias historinhas, é bem chatinho pra falar a verdade...

Coleção Itaú

Esses livrinhos eu ganhei no ano passado através do projeto da Fundação Itaú Social, distribuído gratuitamente através do cadastro pelo site, a campanha tem por objetivo incentivar a leitura para os pequenos, que mesmo que eles ainda não saibam ler sozinhos, o ato de contar uma história para eles, estimula a imaginação, entre outras funções, como a de memorização, lógica, etc. Então veio a história do Lobisomem, Os Três Porquinhos, O Jogo da Parlenda e o de poesia Bem-te-vi.

Pra quem não conhece esse projeto e tem criança em casa, é só ir no site Itaú Criança e pedir a coleção gratuitamente: http://www.itau.com.br/itaucrianca/

Eu e a Laurinha, minha sobrinha de coração, que vai pra aula amanhã. 

"Ler para uma criança muda a sua história"

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

[Música] Rock Cordel #3 - My Midi Valentine

Essa é a última semana do VI Festival Rock Cordel realizado pelo Centro Cultural Banco do Nordeste, parceria com o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, onde mais de 150 bandas se apresentaram durante todo o mês de janeiro. O melhor é que além de abranger vários gostos musicais, o evento é aberto ao público, ou seja totalmente de graça, e vale ressaltar que é muito bem organizado e pontual. Aproveitando, essa semana vou apresentar algumas bandas que eu gosto e que tocou no festival. Preparem os fones!

MMV por

Nostalgia é a palavra certa para definir o som dessa dupla de Alagoas, um eletrônico com direito a uma voz melancólica de timbre suave, tudo trabalhado por sintetizadores e baterias, que as vezes parecem ter saído de jogos como Mario e afins. Marcos Cajueiro e Tales Maia são as mentes criativas donas dessas experimentações. My Midi Valentine me deixa com vontade de pegar uma bicicleta e sair sem destino. Super Recomendo!


Mais Informações:
- MySpace da banda: http://www.myspace.com/mymidivalentine 
- Download do CD - My MIDI EP (2010):
LINK AQUI

- Download do CD - 3 Songs to MIDInight (2006): LINK AQUI

My Midi Valentine

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

[Música] Rock Cordel #2 - Babi Jaques e Os Sicilianos

Essa é a última semana do VI Festival Rock Cordel realizado pelo Centro Cultural Banco do Nordeste, parceria com o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, onde mais de 150 bandas se apresentaram durante todo o mês de janeiro. O melhor é que além de abranger vários gostos musicais, o evento é aberto ao público, ou seja totalmente de graça, e vale ressaltar que é muito bem organizado e pontual. Aproveitando, essa semana vou apresentar algumas bandas que eu gosto e que tocou no festival. Preparem os fones!
Babi Jaques e Os Sicilianos

Babi Jaques e Os Sicilianos se apresentam como uma família siciliana da década de 50, com roupas vintage, microfone caricato e performances peculiares, a banda consegue fazer uma ligação entre elementos visuais e musicais, transformando o técnico em elementos daquela realidade paralela. Há pouco mais de dois anos, Alexandre Barros (bateria), Bárbara Jaques (voz), Thiago Lasserre (contrabaixo) e o Well (guitarra), se juntaram para fazer um som cheio de influências, mas principalmente do bom rock, misturado com jazz, blues e pop, sem esquecer dos improvisos que faz toda a diferença. Super recomendo esse som que veio lá de Pernambuco e ta passeando pelo país. ;)

A Lágrima do Palhaço - Babi Jaques e Os Sicilianos


Não tive a oportunidade de conferir o show deles, pois aconteceu na primeira semana do Rock Cordel e eu ainda não tinha parado pra escutar o som deles, porém fiquei bem curiosa quando vi as fotos do show, as roupas, cenário, e o arrependimento bateu, haha. Espero que a banda venha mais vezes pra Fortaleza. 

Manakereki Baby Blues - Babi Jaques e Os Sicilianos


Mais Informações:
- Para fazer o Download do CD, é só preencher esse FORMULÁRIO.


Minhas Fotos por

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

[Música] Rock Cordel #1 - Talma & Gadelha

Essa é a última semana do VI Festival Rock Cordel realizado pelo Centro Cultural Banco do Nordeste, parceria com o Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, onde mais de 150 bandas se apresentaram durante todo o mês de janeiro. O melhor é que além de abranger vários gostos musicais, o evento é aberto ao público, ou seja totalmente de graça, e vale ressaltar que é muito bem organizado e pontual. Aproveitando, essa semana vou apresentar algumas bandas que eu gosto e que tocou no festival. Preparem os fones!

Talma & Gadelha nasceu meio que por acidente, por causa de um convite do produtor Anderson Foca, Simona Talma (voz) e Luiz Gadelha (voz e baixo) uniram suas composições em um CD intitulado "Matando o Amor", com 10 canções compostas pela dupla e arranjos por Henrique Rocha(guitarra e voz) e Cris Botarelli (voz e guitarra). Assim nasceu o novo sucesso de Natal-RN, mas que está ganhando a simpatia do país. 

O Roqueiro e a Hippie - Talma & Gadelha (primeiro clipe da banda)


Conheci a banda por causa de um amigo que morou em Natal e me mandou a dica, quando a mesma foi confirmada para a Feira da Música no ano passado. As músicas são um rock bem gostosinho, com umas pegadas de anos 60. Super recomendo!

Se fosse feio - Talma & Gadelha

Mais Informações:
- Site Oficial da Banda: http://talmaegadelha.tnb.art.br/
- Blog da banda: http://talmaegadelha.blogspot.com.br/
- O novo single para download: Meu Nome por Aí ou versão instrumental
- CD para download: AQUI

sábado, 21 de janeiro de 2012

[Livro] Apátrida - Ana Paula Bergamasco

ApátridaApátrida é o primeiro livro da escritora brasileira Ana Paula Bergamasco. Formada em direito pela USP, recebeu menção honrosa em Direito Internacional, professora no Instituto Internacional de Ciências Sociais e escritora. Seu primeiro trabalho fala sobre a Segunda Guerra Mundial, drama que vem recebendo muitos elogios e prêmios da crítica.

"O apátrida é a pessoa que ninguém reconhece como seu cidadão. Ele não pode recorrer a nenhum corpo diplomático, se necessitar proteção. Não pode pedir apoio ao seu país de origem. Ninguém lhe atribui direito algum. Não tem chão" - Apátrida, pág 330

Irena é uma polonesa pobre, que mora no campo junto com sua família. Sua infância foi bem sofrida, apesar do interesse em aprender, não tinha muita informação, seus pais eram arredios, e seus irmãos viviam lhe contando histórias que escutavam na cidade, como a que os brasileiros tomavam banho todos os dias, concluindo que os mesmos deviam feder muito. Quando sua irmã mais velha morreu, um médico judeu veio ajudar a família, junto com seu filho Jacob, despertando o interesse de Irena, o garoto passou a visitar a casa deles todos os fins de semana, para ensina-los o que sabia.

Alguns anos depois Irena estava casada com Rurik, morando na terra natal de seu marido, onde teve seu primeiro filho Jan e quando estava no ápice de sua felicidade, aconteceu a eclosão da Segunda Guerra Mundial. Dai se desenrola a história, sem preconceitos ela tenta ajudar os judeus, ciganos, homossexuais, deficientes, entre outros refugiados a tentar sobreviver naquela avalanche de ódio e sangue.

Perdeu parentes e amigos, viu a destruição de suas terras, do seu país, do seu povo, sentiu o que é viver com medo de tudo e de todos, ajudou no que pode, passou fome e frio, ficou muito doente, fugiu, foi trancafiada em um campo de tortura, sofreu o pão que o diabo amassou. No meio de tanto sofrimento, conseguiu ser forte para lutar pela sobrevivência dos seus entes que ainda estavam vivos, lutou pelo seu grande amor, lutou por tudo que ainda valia a pena enfrentar aquele caos.

O livro é bastante intenso, rico em detalhes, a autora consegue transportar o leitor para o drama da Segunda Guerra, fazendo com que ele sinta o terror que Irena enfrentou. Apesar dos muitos personagens, o livro não deixa pontas soltas, todos aparecem para esclarecer o que aconteceu na Guerra, fazendo com que o leitor enxergue todos as versões dos fatos, e entenda que ninguém ganhou, todos perderam com aquela avalanche de intolerância, de racismo, de preconceito, de egoismo, e que todos os sobreviventes tentam superar aquele horror, seja guardando ódio e loucura, ou tentando ajudar o próximo.

Quero parabenizar o design pela bela capa! Quero parabenizar a Ana Paula pelo belo livro, pela pesquisa, pelos prêmios e por ter criado uma Irena tão forte! Quero parabenizar Irena pelo sua luta e por ter um filho tão precioso! Quem ficou com vontade de ler essa história linda, no blog do livro ta rolando o Book Tour, então, quem quiser passa lá e se emocione também marcando 5 estrelinhas no Skoob, haha.



"Uma vez fora do pais de origem, permaneciam sem lar, quando deixaram seu Estado, tornaram-se apátridas, quando perdiam seus direitos humanos, perdiam todos os direitos, eram o refugo da terra"Apátrida, pág 331

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Ainda sobre o tal "estrupo" do BBB...



Acho que quanto mais se mexe nessa história, mais comentários inúteis se lê nas redes sociais. Sério, alguém ta realmente surpreso em "descobrir" que a Rede Globo manipula? Que o BBB é totalmente manipulado, com roteiro e tudo mais, que os participantes recebem instruções e que antes de entrarem na casa, assinam um contrato dizendo serem responsáveis por qualquer polêmica? Sério que alguém ta surpreso que a Rede Globo botou panos quentes em uma situação que saiu do controle dela, que ta botando a imagem dela no chão, que ta prejudicando os lucros dela? Sério que alguém ainda é tão inocente pra acreditar na bondade e honestidade da toda poderosa?

O que mais me assusta é saber que alguns inocentes são meus amigos de profissão (galera que trabalha com comunicação), pessoas que sabem muito bem o que rola nos bastidores, e que já estudou muito sobre "cultura de massa" e afins. Espero que tais "coleguinhas" que não prestaram atenção nas aulas, estejam atentos pra analisar os próximos passos da Rede Globo tentando limpar a sua imagem, nos passos dos patrocinadores tentando se desvincular da imagem do programa, e nos sites de marketing que estão fazendo ótimas matérias sobre patrocínio, relação de "vinculação de imagens", etc.

- E sobre o post passado? Continuo dizendo, a questão não é o BBB, mas a inversão de valores, das pessoas acharem engraçado um crime, colocando a imagem da mulher no lixo. 

- E sobre o BBB? Quem tem que dizer se aconteceu algo ou não é a polícia, não sou eu, nem você, nem a Sônia Abrão (ela disse isso no programa dela, haha).

- E sobre o Daniel? Amigo, tira teu passaporte e sai do país, mesmo que prove por A + B que tu é virgem (segundo o advogado da Sônia Abrão não é possível provar se teve ou não estupro, já que ela passou um tempo acordada e a pericia não pode dizer qual o horário exato pra "rapidinha" e se teve), tu nunca mais vai ter sossego no país, vai ser sempre lembrado de estuprador de bêbada, dê adeus a sua carreira internacional de modelo. :(

- E sobre a Rede Globo? To esperando pra ver as invertidas dela pra tentar alavancar a imagem da emissora, segundo o Tico Santa Cruz, o último baque que a Rede Globo recebeu foi na época do Collor, e se hoje ela é da "família", vamos esperar pra ver... E acredito muito que será o último BBB, ou a Rede Globo vai ser exemplo nas aulinhas de marketing ;)


E chega de falar de BBB, vamos falar da Nova TekPik. Fui!

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

O tal estupro do BBB...




Sabe, não estou questionando se o programa é bom ou ruim, se foi estupro ou não, se a Monique é "puta" ou não. Sério, acho que o que mais pesa nessa história toda são as piadinhas sobre estupro feitas por homens e mulheres nas redes sociais. O que é assustador é a tentativa de justificar um crime (o estupro, não o caso BBB), dando desculpas sobre o fato dela estar bêbada, ou pelas roupas dela, ou por ela ter assumido ser "maria-chuteira". Uma coisa não justifica a outra, alias, devia servir de alerta para as mulheres ficarem de olho nos carinhas que se acham no direito de abusar, só pq estamos em uma festa. Todo mundo não é de todo mundo, e cu de bêbado/puta tem dono sim. Tomem cuidado com quem vocês ficam/andam, pode ser mais um nojento palhacinho das redes sociais que acha engraçado "forçar a barra". Repito, não to falando do BBB, nem do caso especifico, mas como um bando de imbecil nojento trata como piada uma coisa que deveria ser séria. - Só lembrem que é fácil fazer piada sobre o que acontece na casa do vizinho, mas...

Parabéns sociedade machista, mais uma vez "caindo as mascaras".
Parabéns mulheres, mais uma vez apoiando o preconceito contra a mulher, contra o direito de ir e vir. Só espero que não fiquem bravas quando tiverem nas festas e os "amiguinhos" lembrarem que vocês concordam com o "cu de bebo/puta não tem dono", depois não venham com #mimimi - Bravo! 

sábado, 14 de janeiro de 2012

Animação com Bikes - Stop Motion


O olho humano só consegue perceber 12 imagens por segundo, mais do que isso, ficamos a merce da ilusão de ótica. Aproveitando essa limitação o estudante londrino Katy Beveridge criou uma animação em tempo real, parecido com o stop motion, mas sem precisar da ajuda dos programinhas de edição. A ideia era cortar desenhos com padrões semi-regulares e colar nas rodas de algumas bicicletas, e filmar longas sequencias do giro da mesma. O resultado você pode ver no vídeo. Brilhante! *.* Fonte


Bonne nuit, bonne chance

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

[Cinema] Que Tal um Filminho?

Feitiço Negro (Dark World): Um grupo de estudantes organiza uma expedição a aldeias misticas abandonadas, ao entrarem em contato com um escudo sagrado, o grupo desperta o espirito da bruxa rainha e a ira dos feiticeiros. Admito que não esperava nada, exatamente NADA do filme, mas foi muito bom, um suspense que tinha tudo pra ser um clichezão, mas conseguiu me surpreender. Recomendo! 

Sobrenatural 2: Depois de entrar em contato com a força de um meteoro, Fulano (esqueci o nome dele e não achei nada na net sobre) começa a perceber o mundo de maneira diferente, seu cérebro passa a trabalhar 100% e o que parecia impossível de um humano fazer, ele faz com uma grande facilidade, provocando desconfiança por parte FBI. O filme é uma verdadeira porcaria, tinha tudo pra ser algo interessante, mas a história é fraca, e a atuação pior ainda. Detestei.

Mamute: Serge trabalha em um matadouro, porém já completou seu tempo de serviço e está se aposentando, ao entrar com os papeis para pedir sua pensão, descobre que nem todos os seus patrões tinha dado entrada na papelada, fazendo com que subisse em sua moto dos anos 70 e fosse em busca de seu passado. Além de reencontrar velhos amigos, parentes (pausa pra cena do Serge masturbando o primo na cama), a viajem é toda acompanhada pelo espirito de um antigo amor. Filmezinho Francês bem água com açúcar de um cara grandão mas com o coração enorme.

O Cálculo: Sally recebe a proposta de matar um cara em troca de 5 milhões, dinheiro que poderá salvar a vida de sua filha, sem saber o que fazer de fato, ela irá tentar descobrir o que o tal cara fez para merecer a morte. A proposta é feita através de um testamento de um desconhecido, e o que tudo indica é que ela não é a única herdeira, já aconteceu outras mortes, e provavelmente será a próxima vítima. Tudo o que é preciso é quebrar a corrente o mais rápido possível, antes que ela morra. O filme é bem inteligente, adorei a trama. Super recomendo!

Não há vagas: O carro do casal Don e Nancy quebra na estrada, o xerife Taylor vem oferecer ajuda para reparar o carro e deixar o casal em um motel próximo. Ao se hospedarem o casal começa a escutar gritos, sangue e pessoas encapuzadas. Na verdade eles caíram em uma armadilha, o casal são os novos protagonistas de um "filme", onde pessoas pagam para ver ao vivo eles correndo de assassinos famintos por sangue. Como diria o personagem, "dá mais dinheiro que porno". #fato. Gostei, beijos!

Sem Limites: Eddie é um escritor com bloqueio criativo, seu ex-cunhado lhe apresenta um remédio que irá mudar sua vida. Agora ele consegue lembrar, aprender, fazer tudo mais rápido, só basta ele tomar uma dose todo dia. Se tornando um dos homens mais influentes de Wall Street, começa a chamar atenção de grandes empresários, Eddie passa a negociar com a bolsa de valores e com empresas importantíssimas. Sendo perfeito, ele agora não tem limites. Ótimo filme, inteligente. Super recomendo!

Qual é boa desse fim de semana? :)

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

Medo da Perda

Faz um certo tempo que tinha guardado essa música no meus rascunhos para falar sobre um acontecimento, porém devido a correria e o mesmo virando águas passadas, acabei deixando a música guardada. Hoje, depois de novos acontecimentos, acordei um tanto melancólica e vim postar esse clipe que eu adoro. Acho que um dos maiores temores dos homens é a morte, principalmente de entes queridos... Katy Perry sua linda =*


E que venha boas notícias!
*cruza os dedos e fecha os olhos*

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

[Série] Revenge

Uma das novidades da ABC para o segundo semestre de 2011, foi a estréia da série Revenge, baseada na obra literária francesa O Conde de Monte Cristo. A vingança é o ingrediente principal para apimentar a história de Emily Thorne, protagonizada pela atriz já carimbada Emily VanCamp de Everwood.

A história começa a desenrolar com a misteriosa volta de Emily para Hamptons, um verdadeiro paraíso para a alta sociedade, local onde viveu com o pai até os 9 anos e onde ira colocar em prática sua vingança. Ninguém imagina que por trás de seu rostinho meigo, e de seu grande envolvimento com a filantropia, que aquela na verdade é Amanda Clarke que voltou para se vingar de todos que armaram para a injusta prisão de seu pai, acusado de financiar ataques terroristas.

Seu pai foi condenado a prisão perpétua, onde faleceu sem nunca mais ter visto a filha. Amanda ficou em uma detenção juvenil remoendo ódio daqueles que traiu a confiança de seu pai. Aos 18 anos foi solta e recebeu uma gorda herança do pai, e uma caixa com informações minuciosas de tudo o que tinha acontecido. Dezessete anos depois, ela está preparada para se vingar de TODOS que traiu a confiança de seu pai.


Seu maior alvo é a Família Grayson, composta pela poderosa Victória, seu marido Conrad, e os filhos Daniel e Charlote, porém todos que de alguma forma ajudou a levar seu pai injustamente a prisão, irá pagar com sua própria vida, mas não necessariamente alguém precisará morrer para isso acontecer. 

Cada passo, cada amizade, cada palavra será meticulosamente planejada para levar a ruínas a vida de seus alvos, porém podem aparecer algumas pedras em seu caminho. Uma nova paixão por Daniel, ou a velha paixão por Jack Poter, ou o gênio da informática Nolan Ross, o único que notou quem de fato Emily era, mas o mesmo pode aliar seus interesses aos da velha amiga. Ou não.



A série é viciante, a história já começa com a morte de Daniel no episódio piloto, porém muita água tem que rolar para você entender o que de fato aconteceu. Os jogos de interesses são bem colocados, a paisagem é paradisíaca, o estilo de vida é bastante cobiçado, e os atores são bem escolhidos. Apesar de alguns clichês a série conseguiu se desenrolar bem, conseguindo mostrar outros draminhas, além da vingança de Emily. Super recomendo! Você pode assistir online AQUI

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

[Cinema] Mamonas pra Sempre - Documentário


Eu ainda fico impressionada com o sucesso desse grupo de Guarulhos, as letras não diziam nada, o mercado estava em crise por causa do dilema vinil e CD, os produtores não queriam investir em novos talentos, o hit da época não era rock e o povo não queria saber de músicas "escrachadas". O acidente aconteceu em 1996, eu só tinha 7 anos, mas não deixo de me emocionar quando vejo alguma coisa sobre eles. 

Hoje eu assisti o documentário Mamonas pra Sempre, que fala sobre a trajetória do grupo desde os tempos da Banda Utopia até o trágico acidente como Mamonas Assassinas. É impressionante como eles conseguiram um estrondoso sucesso de forma tão rápida, quem não lembra deles no palco do Faustão fazendo o mesmo virar o Xuxo? Ou no palco do Domingooooo Legal ofuscando o brilho até da Regininha Poltergeist? Ou do Fantástico no dia do acidente? Quem não lembra? Quem não tem saudade?

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

[Esmaltando] Festanças de Fim de Ano

Boooom Diiia flores do dia! #bregariamodeon No primeiro post do ano quero mostrar o presentinho de Natal que eu ganhei da Beauty Color (faz voz do locutor do comercial, por enquanto a Ana Hickmann gira, gira e gira) Uma bolsinha com 4 esmaltes da coleção Mistura Brasileira são eles Apimentada, Made In Brasil, Estilo Livre e o Discreto Poder.


Aproveitei as festanças de fim de ano para inaugurar dois deles (na verdade 3, mas não vou mostrar o meu pé aqui com o Estilo Livre u.u). Primeiro usei o Made in Brasil - Metálico na noite de Natal, que é um verdinho escuro com um brilho dourado, a cara da data. Por causa do brilho, ele deixa um efeito bem legal nas unhas.


No Ano Novo optei pelo Apimentada - Cintilante, que é um vermelho brilhoso, a cor é um pouco puxada pro laranja, então não fica aquele vermelho muito forte.


Adorei a coleção  Mistura Brasileira, é notável a diferença de qualidade pra coleção passada, nessa a pigmentação está bem mais forte e a secagem está bem mais rápida. Sem contar as qualidades que a marca já tinha como a durabilidade e o formato do vidro que é bem cômodo, já que facilita na hora de pintar as unhas. Para quem não sabe, a marca investe em esmaltes há pouco tempo. Quero o resto da coleção, viu  Beauty Color?! *.*


O que acharam da coleção? Linda, né?! *.*