Capsula de Banca

domingo, 12 de março de 2017

[Divulgação] Simplesmente Amor - Helena Andrade

No final do ano passado, o novo livro da escritora Helena Andrade ficou entre os cinco livros mais buscados do SKOOB, a rede social que todo leitor deveria ter. O feito foi só uma amostra do sucesso que o lançamento ia fazer entre os leitores, Simplesmente Amor é um romance de redescobertas, de amar e reaprender a amar a mesma pessoa, porque a vida simplesmente pediu para reiniciar o relacionamento, mas agora levando em consideração apenas as sensações e não as lembranças. 

Simplesmente Amor - Helena AndradeSimplesmente Amor - Helena Andrade
Imagine encontrar o amor verdadeiro, vivenciá-lo em sua plenitude e depois perdê-lo nas entranhas da mente.
Ao realizar uma viagem de férias à Europa, Alícia vive momentos que não só podem mudar seu futuro, mas também lhe trazem revelações do passado.
Quando retorna ao Brasil, um acidente a coloca entre a vida e a morte, tendo como consequência a perda das lembranças. Sem consciência de suas experiências, ela retoma sua vida, casa com o antigo namorado e deixa o acaso conduzi-la. Porém seu corpo começa a mostrar-lhe que existem mistérios por trás da amnésia, algo tão profundo que nem mesmo a perda da memória foi capaz de apagar.

“Um amor que surge ao acaso e nem mesmo a perda da consciência foi capaz de apagá-lo.”
Autora: Helena Andrade
Apaixonada pela expressão através das palavras e estudiosa das técnicas de escrita, Helena adora romances, em especial aqueles que emocionam e fazem o leitor devorar a história da primeira a última página. Por amar tanto o gênero, ela se dedica a escrevê-los buscando provocar em seu leitor estas sensações.
Helena é autora dos livros Despertar [resenha AQUI], do conto Moinho de Vento, que compõe a antologia Encontros em Desencontros, em parceria com outras seis escritoras, no qual ela foi organizadora, e de Simplesmente Amor, seu mais novo romance. Além da escrita, Helena organiza e participa de eventos literários, reunindo autores, blogueiros e leitores, inclusive com a realização de oficinas literárias em escolas.
Por sua trajetória, no ano de 2015, foi contemplada com o troféu Cecília Meireles e seu último livro manteve-se por cinco dias consecutivos dentre os mais procurados no Skoob, a maior rede social de leitores do país, na semana do lançamento.



quarta-feira, 1 de março de 2017

[COLA&BORA] Contos de Fadas Originais | Cospe Fogo!

Todo começo de mês gosto de vasculhar as novidades nos financiamentos coletivos, projetos culturais que buscam o apoio do público para se concretizarem. Nesse tour mensal, eu sempre descubro diversos artistas e ideias sensacionais que estão perdidas, sem espaço na grande mídia, esperando aquele lugarzinho ao sol que todos merecem. Impossível ver tanta coisa e não escolher alguns projetos para serem apoiados, olha só os escolhidos desse mês!

Livro Contos de Fadas Originais

Os contos de fadas sempre fizeram parte da nossa vida, seja quando eramos pequeninos ou já grandalhões, princesas indefesas, príncipes corajosos e vilões mirabolantes estavam sempre presentes, mas essas histórias nem sempre foram assim. Ao serem lançadas entre 1700 a 1900, após o avanço da indústria gráfica, as histórias focavam no crescimento pessoal, mostrando os valores e costumes da época, que são bem diferentes aos de hoje, as crenças e os medos.

Marina Avila reuniu algumas dessas histórias para lançar o terceiro volume da coleção Contos de Fadas Originais, o livro vem com algumas histórias bem conhecidas pelo grande público, como A Bela e a Fera, João e o Pé de Feijão, O Soldadinho de Chumbo, entre outros. O lançamento está previsto para julho de 2017, além do livro e marcadores, as recompensas incluem a coleção completa, posteres, caderno e ecobag.  Ajude a viabilizar o projeto e se delicie com os enredos originais e essa nova ótica que é bem diferente das contadas pela Disney.

HQ Cospe Fogo!

Cospe Fogo! é um projeto com quatro histórias inspiradas na cultura nordestina e os traços nas características da xilogravura, uma homenagem ao cordel. Projeto que encheu meu coração de amor desde o primeiro rolar de páginas, afinal sou cearense e amo as minhas origens.

Arnaldo Jr. e Cordeiro de Sá se revezam entre roteiro e ilustração, buscando referências no universo do Cordel, os personagens vão desde lobisomens, cangaceiros, coronéis e até o dragão flamejante. Os enredos trazem um pouco de suspense, romance e muitas aventuras, o texto é estruturado em poesia popular e a capa foi ilustrada por Camilo Borges Jr.

O lançamento está previsto para junho de 2017, além da HQ, os apoiadores poderão receber gravuras originais, estudo dos personagens e artes impressas.


segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

Um Lugar Por Dia - Carnaval em Fortaleza

O feriado prolongado de Carnaval é a época ideal para viajar e conhecer novos lugares, mas caso a ideia seja ficar em casa, Fortaleza oferece várias opções para quem está fugindo da folia, aliás, vale uma programação diferente para cada dia, praia, cinema, bloquinho e muita comida. Separei alguns programas que eu amo fazer, agora me conta o que vai fazer nesse carnaval?



Sol, Praia, Mar e Caranguejo

Passar o carnaval em Fortaleza e não visitar as praias é quase um pecado! Um bom banho de mar é sempre revigorante, parece que as ondas conseguem levar as mazelas da vida para longe, sem contar que é calmante. Se quer uma dica: Vá até a Praia do Futuro, tome um banho de mar (não se assuste com a coloração amarronzada da água, é o efeito das algas comuns a essa época), aproveite o sol e coma um caranguejo com água de coco, ou cerveja, ou caipirinha. Só não esqueça de usar o protetor solar e respeitar a sinalização dos bombeiros.


Sanduíche, Cachorro Quente, Batata Frita e Baião com Linguiça Apimentada

Existe programa melhor do que sair para comer? No feriadão as lojas sempre estão com promoções de dar água na boca, o que é uma ótima pedida para experimentar novos sabores. Se quer aquela dica: o Bob's está com promoção de sanduíche (Cheddar é vida!) com Milk Shake (Já experimentou o Nutella com Avelã?) por R$14,99 - CUPOM - Já o Oh My Dog tá com promoção do Hot Dog de 32cm + Refrigerante de 400ml + Batata Frita Média + Churros de 25cm por R19,99 - CUPOM - Sem contar aqueles cantos que amamos e sempre vale a indicação como o Quente Frio, a Batatinha do Avião e o Baião com Linguiça Apimentada do Cantinho Acadêmico.

Cinema, super-herói e Clarisse

Estranhamente não estou vendo aquelas promoções que lotavam os cinemas, que formavam filas e mais filas com voltas e mais voltas, aliás, estou lendo diversos relatos que os cinemas estão vazios, logo, creio que a minha experiência de cinema vazio não foi a única. O Cinema do Dragão está com sessões gratuitas e debates sobre cinema. O CineTeatro São Luiz está com maratonas gratuitas de filmes de super-heróis. Sem contar os shoppings que estão com promoção de meia para todos. Aproveite o feriado para assistir o aclamado 50 tons mais escuro, ou dê uma oportunidade para a produção Clarisse ou alguma coisa sobre nós dois, ou o premiado Manchester à Beira-Mar.


Bloquinhos, Bode Ioio e Iracema

O carnaval de rua vem ganhando cada vez mais espaço na capital, praticamente todos os bairros colocaram seus blocos na rua, além das tradicionais marchinhas e os bailinhos infantis, teve festa para agradar todos os gostos. Rock 80', brega, sertanejo, mela-mela, lama-lama, show na praia, bloquinhos para recordar os tempos de escola, cordões e o Iracema Bode Beat, um cordão em alusão ao encontro da índia Iracema e o Bode Ioio, o vereador que roubou o coração das donzelas da cidade (já contei essa história AQUI). Também não vamos esquecer o desfile dos maracatus que amamos e as tradicionais escolas de samba e afoxés!

sábado, 25 de fevereiro de 2017

[Série] Uma Série Por Dia - Especial Carnaval



"Ah Ah Ah Ah Ah! Avisa a Netflix que eu vou te maratonar!" O primeiro grande feriado do ano vem acompanhado de folia, serpentina e muitos lançamentos. Para quem não vai curtir os bloquinhos de rua, o Unidos da Netflix está cheio de séries, filmes e realitys que vão te conquistar. Separei algumas séries curtinhas para você aproveitar nesse carnaval, todas estão na primeira temporada e fizeram um bafafá quando foram lançadas, afinal, enredo bom tem mais é que conquistar uma multidão.  O que acha de maratonar uma por dia? Ou até mesmo aproveitar e maratonar aquela série antiguinha que tem mil temporadas? Se joga no sofá, só não esquece da pipoca!


Sense8

Um dos grandes lançamentos desse ano é a segunda temporada de Sense8, oito desconhecidos que estão conectados uns aos outros, dividindo sensações físicas e emocionais. Quem tem esse tipo de dom é chamado de Sensate, despertando a curiosidade e a ira de algumas pessoas. A primeira temporada tem apenas 12 episódios, mais um especial de natal de duas horas.


Stranger Things

Outro lançamento bastante aguardado para 2017 é a segunda temporada de Stranger Things, ambientado em 1983 o suspense conquistou uma multidão de fãs ao contar a história de um grupo de garotos que investiga o desaparecimento de Will, descobrindo um mundo obscuro e uma garota com poderes paranormais. Após oito episódios misteriosos o público criou diversas teorias conspiratórias.


Jessica Jones

Baseada na personagem da Marvel, Jessica Jones é uma ex-super heroína que trabalha como detetive particular, mas defender o mundo de transformados ainda faz parte de sua rotina, principalmente quando ela se transforma na caça e o vilão consegue entrar em sua mente. Renovado para segunda temporada, mas sem data de estréia, a série é um deleite para quem não conhece a personagem dos quadrinhos, ou até mesmo para quem nunca se aventurou nesse estilo.


Santa Clarita Diet
Talvez o mais sangrento das séries citadas, a comédia traz a história de uma zumbi recém transformada que está tentando conviver com o desejo de sangue fresco, por enquanto mantem uma vida tradicional americana, mas diferente de outras séries, a nova condição trouxe a ela uma dose extra de audácia e coragem. Bastante comentada, a série faz piadas sangrentas como se o canibalismo fosse algo natural, agora é esperar para ver se ela vai ser cancelada ou renovada.

Ah Ah Ah Ah Ah! Avisa a Netflix que eu vou te maratonar!

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

[Série] Santa Clarita Diet

 
Ainda estou decidindo se gosto, ou não de Santa Clarita Diet, confesso que é um tipo de humor que não estou acostumada, culturalmente não estamos acostumados, piadas mórbidas, diálogos sobre morte e pós-morte sempre trazem aquele arrepio de assunto proibido, principalmente quando o corpo é tratado como um simples material orgânico e comestível.

Involuntariamente, pois esse não é o objetivo do enredo, o perfil dos personagens me fizeram refletir sobre as relações humanas. A Drew Barrymore é a corretora de imóveis Sheila Hammond, esposa de Joel e mãe de Abby, sobrevive no modo automático, cumpre sua rotina como um roteiro ensaiado, não sente mais prazer com o marido, família ou com o trabalho, ela simplesmente respira, pulsa, mas não consegue viver de verdade, está morta.

Um dia, Sheila acordou um pouco enjoada, como se algo estivesse fazendo mal, talvez a vida estivesse cobrando uma atitude. Vômito, vômito, mais vômito e uma bolinha vermelha depois, Joel encontra Sheila no chão do banheiro morta, sem pulso, sem reação, definitivamente morta, até que em um grande suspiro ela retorna como se nada tivesse acontecido.

"Aja naturalmente!" :)

Sheila definitivamente é outra pessoa, vibrante, impulsiva, iluminada, ela se libertou de todos os seus medos e pudores para aproveitar o que o mundo tinha para oferecer de bom, voltou a fazer sexo com o marido, passou a dialogar com a família, saia com os amigos, passou a se divertir com a vida e se negou a continuar engolindo os sapos do caminho. Alias, a primeira refeição de Sheila foi um cara que achava que o "NÃO" significava "COM CERTEZA", familiar essa atitude, né?!

Outro detalhe muito importante é que essa tal morte, transformou a Sheila em um zumbi (um tanto quanto vivo, mas zumbi), sendo o oposto da imagem que a grande mídia já vende, mortos-vivos se arrastando pela cidade destruindo a população, mas essa é exatamente a imagem do que ela era antes de ser transformada, quando estava viva. Agora ela é cheia de energia e faminta, seu prato favorito são humanos fresquinhos que ela congela para comer durante a semana.

Pedacinhos de braços e pernas que ela come durante conversas informais com a família, as cenas são hilárias e repulsivas ao mesmo tempo, lembra bastante aquele almoço de domingo devorando a coxa do frango, ou a costelinha do porco. Oi carnívoros! Chegamos ao detalhe de quem deve ser escolhido para morrer, Sheila e Joel chegam ao consenso que ela não vai sair matando de forma aleatória, mas que ela só vai matar pessoas ruins, que não vão fazer falta para a sociedade. O que são pessoas ruins? Depende da sua ótica, qual seu ponto de referência.

"Eu sinto que você é o Batman e o Robin... por enquanto eu sou o só o Alfred"

Na saúde, ou na doença. Até que a morte... faça com que eles fiquem mais unidos. Joel está obstinado a encontrar uma explicação para tudo o que está acontecendo, como alguém pode sobreviver sem pulso? Abby está tentando se adaptar a nova rotina macabra de sua família, mas a vida de uma simples adolescente vai perdendo o sentido na frente do drama que a mãe está vivendo.

A trama vai se desenrolando com a família Hammond tentando levar uma vida normal, mesmo com essa nova configuração. Os vizinhos exercem papel importante no desenvolvimento do enredo e delimita os personagens principais. A história é tão surreal e bizarra, que se torna hilária, só de pensar que uma zumbi quer cultivar uma família nos moldes tradicionais, é cômico.

A Netflix fez uma aposta certeira quando escolheu falar de zumbis, o "monstrinho" da moda, mas fugindo da versão The Walking Dead, escolhendo um elenco de peso, Drew Barrymore e toda a sua energia iluminada e Timothy Olyphant e sua graça, é uma receita de sucesso! 



A Netflix está sempre surpreendendo com o material promocional de suas séries, optando por elementos que possam causar identificação imediata do público, uma das estratégias utilizadas é o regionalismo em sua publicidade. A música Alma Gêmea do Fábio Jr. foi a grande sacada para divulgar a série Santa Clarita Diet no Brasil, a letra impressionantemente lembra o enredo e todo o seu drama, agora vai ficar complicado escutar Fábio Jr. sem lembrar de Sheila e Joel.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

[Cinema] Clinical

Jane Mathis é uma psiquiatra dedicada a casos pós-traumáticos, pacientes que buscam ajuda profissional para conseguir superar algum tipo de trauma e retornar a sociedade. As histórias são longas e cruéis, mas algumas delas não possuem uma linha de raciocínio, nem uma ordem dos fatos. O confronto é o primeiro passo para a reabilitação, ficar de frente com a dor é o inicio da superação, esse é o método usada por Jane.

Nora é uma adolescente que não lembra do que tem medo, qual o seu trauma e como tudo aconteceu, mas a dor estraçalha a sua alma. Confrontada por Jane, a dor de Nora começa a ganhar forma e contexto, é a hora de começar a enfrentá-la, mas algo sai do controle e as coisas não acontecem como planejado. No meio da noite Nora invade o consultório da psiquiatra pronta para se vingar, armada ela perde o controle e põe tudo a perder.

Dois anos após o episódio, Jane tenta reconstruir a sua vida, volta a se relacionar com as pessoas, reabre a sua clínica, mas ainda é arredia quando é confrontada sobre a sua dor. Ela não consegue entender como as coisas chegaram aquele ponto, ou o que exatamente deu errado, essa é a chave para ela encontrar o foco da dor e ter paz, mas ela não se sente forte o bastante para isso.

Optando por casos mais leves, Jane recusa todos os casos pós-traumáticos que batem a sua porta, até o dia que Alex liga pedindo ajuda, um homem desfigurado que sofreu um grave acidente e precisa enfrentar a sociedade novamente. Instigada pelos desafios daquele novo paciente, ela tenta se fortalecer para ajuda-lo, é quando o passado volta a tona e ela descobre que cometeu um grande erro.


Suspense psicológico dirigido por Alistair Legrand, Clinical é a grande aposta da Netflix nessa sexta-feira 13. Enredo que traz como foco o confronto da dor, o longa instiga o público a descobrir o que de fato aconteceu, as histórias são contadas nas sessões de terapia, momento em que os pacientes são provocados a lembrar de seus traumas e esclarecer as partes sombrias. O esquecimento é um mecanismo de defesa do corpo após o trauma, mas também pode fazer com que se abra espaço para criar uma realidade paralela de tudo o que aconteceu.

As cenas de terapia são definidas como uma ajuda as pessoas que não sabem mais como viver, ou como enfrentar a sociedade, mas também traz um profissional que não conduz as conversas, que não se interessa por casos corriqueiros, como os de ansiedade e estresse. É interessante ver o esforço de Jane ao tentar se fortalecer para exercer a sua profissão, para ser o suporte de seus pacientes.

Diversas cenas tive dúvida se o que acontecia era real, ou apenas um reflexo do trauma, mas aos poucos tudo foi se esclarecendo até chegar ao final surpreendente, e que final! Pena que o fim deixou algumas pontas soltas, informações importantes sobre a ligação de Jane, Alex e Nora, mas o filme não perdeu o seu brilhantismo. RECOMENDO!