terça-feira, 16 de agosto de 2016

[Livro] O Lado Bom da Vida - Matthew Quick

o lado bom da vida

Aquela passada rápida pela biblioteca me fez levar para casa o grande sucesso literário com cara de filme, mas não se engane pensando que sempre desejei fazer essa leitura, só escutava falar o quanto o livro era apaixonante, mas o cúpido ainda não tinha me flechado, até que no meio de prateleiras e mofo Pat Peoples me lançou uma piscada, me levou para o porão de sua casa e entre pesos e halteres me contou a sua história de como ele e Nikki estavam passando um tempo separados.

O tempo separado foi o grande motivo para levá-lo ao lugar ruim, um hospital psiquiátrico que lhe dopava e falava sobre Nikki de forma cruel, mas ele estava se esforçando para ser um homem melhor, quando eles tivessem juntos novamente ela perceberia a sua grande mudança, os quilos que perdeu, os livros que leu e principalmente o homem gentil que tinha se transformado.

o lado bom da vida 3

Após longos anos Pat sai da clínica e volta a morar na casa dos pais, sua mãe está totalmente comprometida em ajudar no tratamento do filho, mas seu pai se nega a falar com ele. O sotão da casa foi transformado em uma academia particular, assim Pat poderia continuar fazendo a sua série de exercícios de 10 horas, vestindo um saco plástico para ajudar a perder peso mais rápido.

Pat estava tentando voltar a sua rotina normal, mas todos em volta estavam cheios de dedos, ninguém falava sobre o lugar ruim, ou mensurava quanto tempo ele ficou preso lá dentro, as fotos do casamento com Nikki simplesmente sumiram e ninguém ousava falar sobre o que tinha acontecido. Todas as sextas, as 15h, Pat tinha um encontro marcado com o terapeuta, toda sessão ele escolhia entre a poltrona preta, ou morram, dependia do seu humor.

o lado bom da vida 4

As sessões ajudam a colocar um pouco de ordem na cabeça de Pat, ele tinha perdido a noção do tempo e apagado o que realmente tinha acontecido para Nikki ir embora, a única coisa que ele sabia era que o sax do Kenny G provocava rompantes violentas em sua cabeça e uma dor visceral em sua cicatriz, que alias ele nem sabia onde tinha conseguido.

Tiffany é a irmã da mulher do seu melhor amigo, em um jantar casual faz com que os dois percebam que possuem algo em comum, muito mais do que a lista de remédios antidepressivos e o fato de todos acharem que são loucos. Ela perdeu um marido e ficou viúva, mas ninguém pode falar sobre isso. Ela perdeu o emprego, mas também ninguém pode falar sobre isso. Ela voltou a morar no anexo da casa dos pais, mas ninguém pode falar sobre isso. Todos fingem que tudo está normal, mas não está.

A história vai se desenrolando junto com o campeonato de futebol americano, o estádio que frequentava não existe mais e a escalação dos jogadores  mudou por completo, ele ganhou do irmão a camisa oficial com o nome da grande aposta do time, mas apesar de ser uma tradição da família assistir aos jogos, algo estava fora do lugar. Sua mãe continuava preparando os bolinhos de caranguejo da sorte, seu pai mantinha as mandingas, seu irmão sempre aparecia, mas um lapso de tempo era inexplicável, na dúvida todos gritam E-A-G-L-E-S Eagles!

O lado bom da vida 2

Essa obsessão do Pat com a Nikki é doentia, ele coloca ela em um pedestal como se ele tivesse que se curvar para ser bem aceito, achei sensacional o desfecho que o autor deu para essa loucura, o modo como ele se curou e que usou o tempo certo para isso, usou todos os argumentos de forma bem natural, nada foi forçado. Claro que a obsessão dele por futebol deixa a leitura um pouco chata, mas graças a esse elemento temos diversas cenas hilárias.

Imaginei um livro com mais romance e com um final previsível, mas li um enredo focado na obsessão, na loucura em diversas formas e no tempo, o que eu eu achei mais sensacional foi a ideia de tempo, o "vamos dar tempo ao tempo" e tudo vai retornando ao seu lugar. O autor segurou os mistérios de forma magnifica, aqueles segredos selados que só o leitor não "escutou", o observador presente. Leitura recomendada!



23 comentários:

  1. Neyra!
    Tive oportunidade de ver o filme, porém ainda não li o livro.
    Confesso que esperava mais, ainda assim, gostaria de ler.
    Obrigada pela visita feita ao blog.
    Bom final de semana!
    “Quem já passou por essa vida e não viveu, pode ser mais, mas sabe menos do que eu...” (Vinicius de Moraes)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de agosto com 3 livros 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  2. Oi!
    Li esse livro há alguns anos, na época de lançamento do filme, e lembro de ter adorado toda a trama, tanto que sempre que penso nele fico com vontade de o reler. O filme também é muito bom, apesar de ter várias diferenças em relação ao livro.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Confesso que não gostei muito do livro, achei meio monótono. Parece que no filme eles mudaram um pouco essa atmosfera e, por isso, gostei mais! Mesmo assim, adorei a resenha e achei muito bem construída!

    ResponderExcluir
  4. Desde que vi o filme eu estou louca pra ler esse livro, recentemente comprei o meu exemplar e só estou esperando chegar em casa pra em breve eu mesma fazer uma resenha. Gostei muito de Pat e acredito que no livro a obsessão dele deve ter sido mesmo mais aproveitada no livro, quero muito conferir logo.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    Ainda não li esse livro, embora já o tenha por aqui. Fico feliz em saber que o enredo é tão bem trabalho, pois assisti ao filme e o achei mais focado no romance mesmo. Gostei de saber que o livro é mais focado na obsessão do personagem e no seu processo "de cura". :) Vou ler com o ânimo renovado.

    Beijos!
    http://www.myqueenside.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Ainda não li esse livro, mas já assisti ao filme e curti muito. Tenho muita vontade de ler, pois acho que a obra é diferente do que imagino. Acho que o fato de não ser uma história de amor é muito bacana, pois isso já está meio cansativo.
    No filme, a obsessão de Pat pela Nikki me incomodou muito e lembro que gostei muito do final. Espero ler o livro em breve.
    Parabéns pela resenha, bem escrita e instigante.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  7. Olá! Tudo bem?
    O livro tenho mas não li ainda, vi o filme, que amei. O livro está na minha lista de leitura, mas falta tempo para ler, mas quero ver se consigo ler ainda esse ano! Parabéns pela resenha!
    Bj

    ResponderExcluir
  8. Olá! Tudo bem?
    O livro tenho mas não li ainda, vi o filme, que amei. O livro está na minha lista de leitura, mas falta tempo para ler, mas quero ver se consigo ler ainda esse ano! Parabéns pela resenha!
    Bj

    ResponderExcluir
  9. Oiee ^^
    Eu até que gostei deste filme, mas não totalmente. Achei algumas partes bem cansativas, e a constante menção do futebol e etc me cansou bastante. Enfim, gostei bem mais do filme do que do livro, o que é bem raro para mim...haha'
    MilkMilks ♥
    http://shakedepalavras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá amoreca!
    Tenho esse livro aqui em casa ainda embalado, porque queria muito ler, mais são tantos que nem sei por onde começar, então agora deixo o livro me escolher.
    Que delícia (pra uma bibliotecária) ler que ainda existem pessoas como você que vão pegar emprestados livros em biblioteca – já te amo!
    Nossa parabéns pela belezura de resenha... uma delícia de ler!
    Nem sabia dessa premissa do “tempo ao tempo” que existe no livro... já coloquei ele em destaque em minha estante, quem sabe não seja o próximo!
    Beijokas!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  11. Eu li no ano passado e até gostei da leitura, só que eu esperava bem mais. Achei o final bem previsível sim, talvez seja porque eu estava com altas expectativas, não sei. Gostei de ver sua opinião sobre a obra e agora eu quero é ver o filme, talvez eu até goste mais.

    ResponderExcluir
  12. Oi Neyalla, apesar de várias resenhas positivas que já li, tanto do filme, quanto do livro, confesso que ainda não me rendi aos encantos dele. Fico feliz que tenha gostado, é muito bom quando o autor nos surpreende.
    Bjs!

    ResponderExcluir
  13. Oie,

    A primeira vez que li esse livro não compreendi os reais problemas de Pat. Achava que a mulher dele era uma louca por tê-lo deixado, mas no fundo ela tinha os motivos dela sabe? Quando assisti ao filme minha mente clareou um pouco. Eu entendi que o Pat tinha problemas devido a uma série de confusões entre seus pais e até mesmo dentro de si. A verdade é que o ser humano não pede para adoecer, ou como acontece com ele os lapsos de memória o impedem de lembrar quem ele realmente é. É como você falou! A obsessão dele por Nikki o impediu por muito tempo de seguir em frente.

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá, tudo bem? :)
    Nunca tive curiosidade em ler o livro, mas decidi ver o filme. No entanto, adormeci no meio (vi só o início e o fim) e do que vi gostei, mas então tirei a conclusão que realmente não precisei ver o que aconteceu pelo meio para perceber e que se tivesse visto teria achado chato.
    Beijinhos
    www.fofocas-literarias.blogspot.pt

    ResponderExcluir
  15. Oie!
    Amei a forma como você iniciou a sua resenha, da forma como você acabou meio que se inserindo na história.
    Olha tenho que te confessar, que eu imaginava uma história um pouco mais light, não sabia que era tão focado assim na obsessão e confesso que isso só me deu mais vontade de ler o livro e depois assistir o filme, que também não vi.
    Beijo

    ResponderExcluir
  16. Oi oi querida,
    Adorei a resenha, e pelo que vi o filme foi bem fiel ao livro. É eu vi o filme e fiquei encantada com a história, agora eu pretendo ler o livro. Em relação ao filme, devo dizer que o que mais gosta de Bradley Cooper era de fato seus filmes é muito bom.

    Já havia visto algumas resenhas sobre ele, mas sempre protelei a leitura. A história tem uma premissa muito boa, e os personagens são bem construídos. Gostei muito da resenha, quero ler pra já!

    Beijoss, Enjoy Books

    ResponderExcluir
  17. Oii, tudo bem? Que resenha maravilhosa! Adorei saber tua opinião sobre o livro, que é um dos meus favoritos. Amo os personagens e a forma como o autor abordou a doença do Pat e introduziu a Tiffany na trama. Fico muito feliz que tenha gostado!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. Olá,

    Eu li esse livro há uns dois anos atrás, lembro que na época o que mais me chamou a atenção foi a forma como o autor abordou a situação do Pat. Mesmo que para alguns personagens ele tenha uma fama ruim, eu gostei bastante do desenvolvimento do personagem. Ainda não tive a oportunidade de assisti o filme, mas como já chegou na netflix isso é só uma questão de tempo.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  19. Eu quase assisti o filme esses dias, mas decidi deixar pra lá pra tentar ler o livro antes. Já vi várias resenha positivas a respeito do livro e do filme também. Mas a sua, caramba... é de querer sair correndo e comprar o livro. A única coisa que me deixou meio assim, foi a parada da obsessão por futebol. Antes de mais nada, eu adoro futebol, e sou professora de educação física o que me leva a ter que no mínimo entender do assunto, mas daí a ser obsessiva... Mas de resto, gostei muito dos seus comentários.

    ;D
    Nelmaliana Oliveira

    ResponderExcluir
  20. Só pelo que você escreveu já vejo que o filme não faz jus ao livro, pra variar. Estava com medo de lê esse livro e acabar odiando o filme por um romancezinho, mas agora o filme já foi estragado e o livro tem muito mais do que aparenta, vou ler com certeza.

    ResponderExcluir
  21. Eu olhei o filme algum tempo atrás e como era de se esperar o filme é um pouco confuso, ou eu que não entendi a história direito. Bem, acredito que o livro deve deixar mais claros alguns pontos, a única coisa que me deixa preocupada em realizar essa leitura é a parte de obsessão por futebol, admito que já li um livro que tinha isso no enredo e que fez a leitura se tornar extremamente cansativa.

    Beijos e até logo! ;)

    ResponderExcluir
  22. Olá Neyara,
    Li esse livro há alguns anos por indicação de uma amiga, também me surpreendeu, dei muitas risadas com as tradições loucas, assim como tive momentos de tristeza. Sua resenha descreveu perfeitamente a história.
    Também gostei bastante do filme, apesar de algumas diferenças.

    Beijos,
    Anne
    Fadas Literárias

    ResponderExcluir
  23. Oiii, tudo bem?
    Esse livro é bem famosinho, mas eu ainda não tive a oportunidade de lê-lo, nem assisti o filme ainda, mas esta na minha lista, sei que tem ele lá na biblioteca que frequento, vou pegar para ler e se eu gostar acabo comprando o meu exemplar.
    Adorei o post.
    Bjs Mary
    Leituras da Mary

    ResponderExcluir