quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Bel Pesce, a Bomba de Ansiedade, o Tempo e o Mundo

 

an-si-e-da-de, substantivo feminino para denominar um mal-estar físico e psíquico. Aflição por não conseguir aproveitar 100% do tempo de forma eficaz. Agonia por não conseguir abraçar o mundo com as pernas e fazer tudo que se planeja. O mal do século também me acomete e por mais que eu me esforce para fazer tudo - ao mesmo tempo, aqui e agora - sempre me sinto frustrada por não dominar a arte do multiplicador de tempo e foco.

Nessa semana vendo toda a repercussão das notícias sobre a Bel Pesce, lembrei de quando escutei falar pela primeira vez sobre a "Menina do Vale", fiquei incrivelmente espantada pelo fato dela ser mais nova do que eu e já possuir 5 graduações, 1 mestrado, 4 livros e várias empresas (algumas funcionando e outras vendidas), mas em nenhum momento tive o trabalho de pesquisar sobre o que de fato ela tinha feito, ou o que ela tinha estudado, só sabia dos números.

Raramente consumia seus conteúdos, li seus e-books (detestei) e assisti uma de suas palestras no Fórum IEL de Carreiras (amei), assimilei suas falas sem questionar, só decorei os números, os nomes importantes, os grandes feitos e me sentia frustrada por não ter aproveitado melhor o meu tempo. Olha essa garota chamada Bel, multiplicou o tempo e abraçou o mundo com as pernas! Nossa, como toda essa falação era incrivelmente deprimente.


Olha, te contar uma coisa, quem sofre de ansiedade participa involuntariamente de várias corridas imaginárias, as vezes a linha de chegada simplesmente não existe, apenas o motivo da corrida. A prova que resolvi participar e bem parecida com a trajetória da Bel, ver que é possível multiplicar o tempo e abraçar o mundo com as pernas é sensacional, mas constatar que nessa corrida eu estou praticamente paralisada e cansada, é como jogar uma bomba de ansiedade no meu colo. Vamos! Vamos! Corre menina! Rápido que o tempo está passando!

Depois da água fria que jogaram na carreira dela sobre a veracidade de seus feitos, fui questionada por uma colega sobre a história dessa tal "Menina do Vale" que tanto falavam, falei sobre os números e os nomes importantes que ela colecionava em seu currículo, essa colega me pediu mais detalhes, eu simplesmente não sabia o que responder, não sei como funciona os cursos do MIT, não sei que empresas são essas que ela cita, não sei o que ela faz de fato, só sabia que os livros eram de auto-ajuda e que continham nomes famosos do empreendedorismo. 

Nossa! Admirava uma trajetória que eu só conhecia os números! Fiquei me questionando como eu achava incrível feitos que eu nem sabia como funcionava e me sentia mal por estar tentando, coloque TENTANDO + SUOR ai, concluir minha segunda graduação e minha primeira especialização, me sentia mal por não ter conseguido otimizar tanto o meu tempo a ponto de aumentar números ou colecionar empresas. Definitivamente não tinha conseguido abraçar o mundo com as pernas.

É incrível como valorizamos a grama do vizinho sem nem saber o que de fato acontece do outro lado, vemos apenas um sorriso amarelado e talvez uma pastagem esverdeada, não verificamos como isso aconteceu, mas VOILÀ já estamos com a sensação de derrota, correndo alucinadamente para ter uma grama verdinha e um sorriso amarelo. Esquecemos apenas de parar, respirar e olhar em volta e valorizar tudo que foi construído, batalhado e que é real. O tempo foi multiplicado e o mundo foi abraçado.

O respingo da água fria também chegou desse lado, os números e as conquistas também acontecem por aqui, mesmo que a ansiedade me deixe com uma sensação de esgotamento, mas elas também chegam aqui, basta respirar e olhar para os lados, elas chegam! Não sei se a carreira da Bel Pesce é falsa, ou verdadeira, só tenho certeza que os números que ela tanto vangloria é uma bomba de ansiedade para qualquer pessoa.

Todos os livros da Bel Pesce estão disponível aqui:
DOWNLOAD GRATUITO

25 comentários:

  1. Olá
    Ansiedade é complicado demais, e eu também sofro demais disso, mas conheço pessoas que sofrem mais ainda e é muito difícil. Gostei bastante do seu post, especialmente por abordar temáticas tão importantes e que geram várias discussões.
    Beijos, Fer
    www.segredosemlivros.com

    ResponderExcluir
  2. Ansiedade é um problema tão sério, e às vezes algumas pessoas falam disso como se fosse nada demais. Eu sofro de uma doença, em que me ataca bastante quando eu estou com crise de ansiedade, estresse ou nervosismo, não me deixando não me concentrar em nada, ou quase nada.
    Gostei bastante do post, deu para ver que não estou nessa sozinho,e de como cada pessoa reage de uma maneira diferente.
    O Pequeno Leitor

    ResponderExcluir
  3. Eu conheci a Bel Pesce já quando suas informações obre si mesma, estavam sendo questionadas. E foi através de um canal canadense, ou seja, essa vergonha foi além da fronteira. Concordo com a sua conclusão sobre a bomba de ansiedade. Como não sofre-la???
    MEU AMOR PELOS LIVROS
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Olá
    Ansiedade é sempre um saco pra mim, pois eu sofro de mais com isso. Já conhecia a Bel e fui atrás de saber mais sobre esse furduncio que envolvia o sei nome. Também acho espantoso ela ser tão nova e já ter feito grandes feitos. Mas é não acho que ela esteja mentindo. Afinal somos todos inocente até que prove o contrário rsrs. Não li nenhum dos livros dela,mas tenho curiosidade. Até mais vê
    Bjs

    ResponderExcluir
  5. Olá,
    Não posso dizer que vivo sob ansiedade, mas apresento certas épocas da vida que realmente penso como você: que tem gente que consegue otimizar o tempo e fazer coisas incríveis abraçando o mundo e eu aqui estagnada sem saber o que fazer.
    É muito complicado, principalmente quando nos apegamos aos números.
    Gostei bastante do post e das reflexões levantadas acerca do tema.

    http://leitoradescontrolada.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi amore,
    Eita Ansiedade mesmo – MEU DEUSSSS 5 graduações.... acho então que eu ainda não sou ansiosa rsrsrsr – tenho uma só terminada e uma começada e desisti rsrsrs... to nível fácil do jogo ainda rsrsrs.
    Adorei seu post... de fato temos a mania de admirar o que nem sabemos de fato como é de verdade...
    Parabéns... Me fez refletir muito!
    Beijokas!
    www.facesdeumacapa.com.br

    ResponderExcluir
  7. Ansiedade é uma coisa que já é normal no meu dia a dia e eu não consiho controlar, nunca tinha ouvido falar da bel mas estrou impressionada com tudo que ela conquistou em muito tempo, não gosto muito de livros de auto ajuda mas estou tentada a ler os dela

    ResponderExcluir
  8. Oi, eu também sofro de ansiedade é bem complicado quando você tem, porque você se cobra muito e parece que o tempo nunca é suficiente e você quer tudo para ontem e acha que está sendo deixada para trás. Gostei da postagem, por trazer esses temas, principalmente sobre a ansiedade.
    bjus

    ResponderExcluir
  9. Olá! Tudo bem?
    Adorei seu texto e ansiedade é um problema sério, que não pode ser levado na brincadeira. Os ansiosos sofrem terrivelmente. Cada vez mais vem aumentando casos de pessoas com transtorno de ansiedade. Vivemos em uma sociedade que cobra de mais, exige sempre mais e mais!
    Parabéns pelo texto!
    Bj

    ResponderExcluir
  10. Oiee ^^
    Aiai, essa coisa de a grama do vizinho sempre é mais verde acaba com a gente, né? Vez ou outra eu vejo alguém que possui a mesma idade que eu, mas que já fez muito mais coisas. Fico imaginando os "e se" da vida daí. E se tivesse feito mais? E se tivesse me esforçado mais? E se isso? E se aquilo? E eu também sou muito ansiosa, e a frustração de não conseguir fazer e realizar tudo o que gostaria acaba comigo kkk'
    MilkMilks ♥

    ResponderExcluir
  11. Nossa, não conhecia essa Bel, mas adorei seu post e acho que o assunto abordado, ansiedade, é muito importante ser falado, ainda mais nos dias de hoje.
    Não conheço muita gente que sofre com isso, mas posso imaginar o quão difícil seja.

    Virando Amor

    ResponderExcluir
  12. Nunca acompanhei nada sobre a Bel, e não é agora que vou começar a acompanhar. Sinceramente, não sinto essa necessidade de multiplicar o tempo, de abraçar o mundo com as pernas, acho que tudo tem seu tempo e para ser sincera não busco grandes conquistas ou realizações, só uma vida que me satisfaça e me deixe conviver com as pessoas que eu amo. Não preciso de mais.

    ResponderExcluir
  13. Oi, tudo bem?
    Eu li apenas um livro da Bel e foi justamente "A Menina do Vale", também fui em uma palestra dela e fiquei simplesmente admirada por tudo que ela tinha construído e por ser tão jovem. Também não fui a fundo para pesquisar mais sobre os números que mencionou, mas saí de lá com vontade de fazer milhões de coisas e como você mencionou querendo deixar a minha grama mais verde. Mas realmente é necessário parar e respirar, é tanto que ela sofreu as consequências de não ter deixado tudo tão as claras e até mesmo ter inflado o currículo (talvez por empolgação com o sucesso), vejo que ela é uma pessoa cheia de energia, que sempre está em movimento, mas muitas vezes não é possível ter o controle de tudo e nem abraçar o mundo com as pernas.
    Ótimo texto!
    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Olá!
    Eu sofro de ansiedade e essa 'doença' já me fez perder coisas valiosas e quase perder a minha vida. Também sou perfeccionista e quero tudo certinho, sem nenhum erro, bem como, não aceito erro dos outros. Isso é péssimo.
    Adorei sua postagem e me identifiquei bastante, está incrível. Vou pesquisar sobre os livros da Bel Pesce.
    Beijos,
    Um Oceano de Histórias

    ResponderExcluir
  15. Oi, Neyara!
    Ansiedade é realmente um dos males mais frequentes e perigosos dos dias atuais, e basear-se na trajetória de outras pessoas aparentemente mais bem sucedidas aumenta ainda mais isso, por isso, apesar do bom exemplo, temos que manter o foco e reconhecer que, apesar de tudo, cada um funciona em um ritmo diferente e não necessariamente todos tem de alcançar as mesmas conquistas e méritos na mesma idade, na mesma fase da vida, é relativo. Mas a Bel, até um tempo atrás, era realmente muito usada como exemplo - ainda que, reparando agora, os números é que tenham sido mais expostos mesmo. Cheguei a ler o primeiro livro de A Menina do Vale em 2012 ainda, e foi interessante, só, já que não é um assunto que me chame a atenção; na verdade, nem sei realmente por que o li, mas, enfim, rs.
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ SammySacional.blogspot.com.br/ ♥

    ResponderExcluir
  16. Oi, flor.
    Parabéns por essa análise tão corajosa. Você tentou, admirou alguém e aproveitou seu exemplo para avaliar a si mesma. Isso é digno. Mas pode também nos afundar, nos levar a perder o senso ou a direção, simplesmente porque acabamos nos pressionando para nos tornarmos melhores dentro dos padrões dos outros. Quero dizer, não seremos uma Bel Pesce. Eu confesso que nem a conhecia até ver o tal escândalo sobre suas mentiras. Somos nós mesmos. Temos uma vida diferente, só nossa, com contingências que podem até ser semelhantes às dos outros, mas com certeza nos atingem de um modo individual, único. É uma comparação injusta a que fazemos entre nós e os outros. A única comparação realmente valiosa é a que fazemos com nós mesmos, o quanto melhoramos em relação a quem éramos ontem.

    Beijos!
    www.myqueenside.com.br

    ResponderExcluir
  17. Adorei seu texto e me identifiquei bastante com o que falou. Realmente tudo isso é uma bomba de ansiedade para qualquer pessoa, e ainda mais para nós que sofremos com isso. Já tinha ouvido uma coisa ou outra sobre a Bel mas nada muito aprofundado. Vou pesquisar mais.
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Olá,
    Realmente, ansiedade é um problema complexo e que deve ser tratado com seriedade. Eu não acompanho a Bel, mas sou psicóloga, então já li muito e tive contato com várias pessoas que sofrem com esse transtorno. Vou procurar saber mais sobre ela. Abraços

    ResponderExcluir
  19. Já ouvi falar muito a respeito da Bel, mas nunca me interessei de fato em saber mais sobre ela. Eu sou extremamente ansiosa, mas não o tipo que quer tudo pra ontem e sim do tipo que "sofre por antecipação". Não sinto essa necessidade de abração o mundo com as pernas e tudo pra mim acontece no tempo certo. Não consigo fazer mil coisas, dividir meu tempo de forma que dê pra fazer tudo que desejo (sou péssima pra isso), mas me sinto bem desse jeito. E não, a grama verde e aparada do vizinho não me chama atenção, pq a minha toda desgrenhada é bela aos meus olhos. Hahahahaha
    Gostei bastante da sua postagem. Não vou dizer que vou procurar os livros da Bel pq não vou. Mas foi bacana conhecer um tiquinho mais.
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Para quem vive o problema de ansiedade na pele, é realmente algo um pouco enloquecedor ver todos esses feitos e se comparar e eles. Eu, graças a Deus sou bem tranquila, vou seguindo o meu ritmo e nunca me coloco em comparação as outras pessoas. Por enquanto estou seguindo contente assim.
    Bjim!
    Tammy

    ResponderExcluir
  21. Olá,

    A frase "a males que vem para o bem" nuna foi tão bem aplicada. Sabemos que ansiedade é um problema sério, mas é graças a casos mais extremos, que estamos podendo ter acesso a todas as informações. Pois, muitas pessoas sofriam desse problema sem saber, e agora a informação está aí, estampada em vários lugares e de fácil acesso. Ainda não tive a oportunidade de ler nada da Bel, mas espero que seus livros possam ajudar.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  22. Olá!
    Não conhecia essa Bel Pesce até essa última polêmica que ela se envolveu. Mas acho que foi ótimo para pessoas como você, que achava ela maravilhosa, ver que não era tudo isso que ela vendia. Ansiedade é um problema muito sério e já vi pessoas quase enlouquecerem por isso. Infelizmente é necessário um acompanhamento médico para suavizar o caso.
    Beijos.
    http://arsenaldeideiasblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  23. Sofro com ansiedade, não tanto como alguns casos que vi, mas é algo que as vezes me incomoda bastante, por tanto compreendo bem o que é passar por isso, eu não conhecia a Bel e achei interessante a abordagem da postagem, acredito que os ebooks dela possam ser uma boa leitura para mim, vou procurar saber mais sobre ela, mas foi uma leitura diferente essa postagem, e nossa, ter ansiedade é algo complicado mesmo.

    Da Imaginação à Escrita

    ResponderExcluir
  24. Oi
    O que consegui apreender de seu texto é que vivemos a era da comparação e como você disse o jardim do vizinho é sempre mais verde e bonito. Há algo de podre nisso quando percebemos que não conseguimos valorizar nossos próprios feitos ou nos cobramos demais indo além de nossa capacidade e ainda assim ansiando por mais. Não conheço Bel Pesce, mas seu texto sobre ela me fez pensar!

    ResponderExcluir
  25. Oi NeyaRa, sua linda, tudo bem?
    Confesso que não sabia da história dela, estou um pouco por fora. Eu acredito que temos que ser felizes, essa pressão de ser ou de conseguir não faz bem. É claro que vão existir aqueles dias que não vamos conseguir fazer tudo o que planejamos, mas essa ânsia por abraçar o mundo eu não tenho e não acho saudável. Gostei muito do seu texto.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir