sábado, 20 de fevereiro de 2016

[HQ] Anderson Lauro, Garotos Não Choram, mas... ficam passados!

Anderson Lauro 3

Personagem conhecido pelos leitores do Jornal O Povo, Anderson Lauro é um garoto de 7 anos apaixonado pela Madonna, o ursinho Pompom e o Felipe, claro! Muitas vezes a tirinha passou desapercebida pelos leitores, saiu da coluna de tirinhas do caderno de entretenimento Buchicho e foi parar na coluna Cena G, onde finalmente assumiu sua personalidade e ganhou voz.

O Anderson Lauro conquistou a todos devido a sua ingenuidade, um mundo que dita o que é "de menina" e o que é "de menino" faz com que ele tente se salvar reafirmando o que gosta de verdade, mesmo com represarias e precisando esconder as suas escolhas. O assunto é tratado de forma bem realista, as falas são comuns e ocorre uma identificação com os leitores.

Anderson Lauro 2

Ele é apaixonado pelo Felipe, um garotinho da escola, mas a amizade é constantemente reprimida pelos adultos, afinal, meninos jogam futebol, não brincam de pega-pega e bonecas. Ele adora se maquiar, cozinhar e ama a Madonna, mas ninguém pode saber disso. Seu melhor amigo é o Pompom, seu fiel companheiro, mas dizem que garotos não brincam com ursinhos. Na escola ele sofre preconceito, ninguém entende as suas escolhas e logo dão apelidos a ele.

Cada tirinha contêm dois quadros e o foco são nas expressões do Anderson Lauro, que muitas vezes aparece com uma lágrima no canto do olho. Os demais personagens como o Felipe e os pais do garoto aparece em formas de detalhe, talvez seja uma forma do autor dizer que o importante é o Anderson e a sua forma de ver o mundo.

Anderson Lauro 1

Talvez pela idade do personagem e o tamanho das histórias, não tem espaço para desenvolver algo que mostre o entendimento dele sobre o preconceito e o que ele faz sobre isso, mas é possível abrir diversos debates usando como base as tirinhas. Os pais do personagem relatam sentir vergonha do garoto, a escola faz diversas advertências sobre o seu comportamento e o Anderson é isolado das brincadeiras constantemente.

O cartunista Denilson Albano foi bastante sensível ao criar o personagem, apesar da estereotipação do mesmo, as tirinhas se tornam ricas devido o tema e a realidade que o mesmo é abordado. O livro é uma coletânea das tirinhas publicadas no jornal e eu só tenho que pedir é que venham mais personagens inspiradores como o fofo Anderson Lauro.

Um comentário:

  1. Que fofo!
    Parece ser bem legal! Um doce.

    Beijos
    www.modaeeu.com.br

    ResponderExcluir