sábado, 27 de junho de 2015

[Livro] O Último Homem do Mundo - Tais Cortez

Um romance leve que te faz lembrar das novelinhas juvenis da TV, um drama sem muitos picos, alguns inimigos e uma paixão avassaladora para apimentar. Ambientado no Colégio Educação de Elite, Amanda encontra naquele lugar os valores que tinham ficado esquecidos após a morte de seu pai. Carente e revoltada a única coisa que Amanda queria era chamar atenção da mãe Patrícia Oliveira, atriz famosa que mal tem tempo de ver a filha e cumprir suas promessas.

Matriculada contra vontade ela vai tentar de tudo para ser expulsa de mais um colégio e mostrar de uma vez por todas que não vai obedecer o que Patrícia ordenar. Ricardo e Mariana é o casal mais badalado do colégio e claro vão se tornar os inimigos número 1 de Amanda. Maíra e Paulina são suas colegas de quarto e vão tentar colocar um pouco de juízo na cabeça da garota.

A história vai se desenrolando e o que o leitor percebe é o quanto Amanda é carente e machucada pelas pessoas, apesar das armações ela demonstra ser uma menina carinhosa e que gosta de ajudar as pessoas. Ricardo é outro que se revela bem carente, filho de um empresário que acha que dinheiro pode comprar tudo, amor é a única coisa que ele precisa, mas se esconde atrás de uma armadura de garoto fútil e frio.

Acho que eu não preciso contar mais detalhes da história que vocês já devem imaginar o que vai acontecer, talvez esse seja o maior defeito das histórias da Tais Cortez, suas narrações se assemelham muito com as suas inspirações, até mesmo os detalhes. Assim como em Golfinhos e Tubarões, livro da mesma autora, tive a sensação de ler uma fanfic e não era isso que eu buscava, ou não era isso que o livro sinalizava.

A narrativa é leve de fácil leitura, a escrita é bem fluida, os capítulos são curtinhos o que só deixa a leitura mais ágil. A autora tem todo um jeito de escrever que conquista qualquer leitor, por isso tenho tanto prazer em participar de seus projetos e acredito no talento dela para escrever histórias que se distanciem de suas inspirações. Recomendo para quem gosta de uma história leve com exemplos de amizade e solidariedade.

bonne nuit, bonne chance

sábado, 6 de junho de 2015

[Evento] Romances de Época - Editora Arqueiro


Durante 3 semanas a Editora Arqueiro estará divulgando seus lançamentos pelo Brasil, o intuito é apresentar aos leitores sua coleção de livros de época, uma aposta recente, mas que já está rendendo muitos elogios. Confesso que inicialmente tinha um certo receio diante dos livros de tal temática, afinal são tantos os preconceitos que escutamos que gera uma certa aversão sobre eles, mas nada melhor do que um momento de "vamos arriscar" e descobrir que é muito papo furado dessa galera mal amada.

Sabe aqueles livrinhos de banca que ficam escondidos próximos as revistas masculinas? Pois é, foi essa a grande aposta da Editora Arqueiro, só que detectaram que o grande problema dessas publicações são as capas de gosto um pouco duvidoso, então a equipe editorial deu uma requintada e transformou diversas autoras daqueles "livrinhos de banca" em autoras amadas de "livros de livraria" e sabe o que é o mais engraçado? A única coisa que mudou foi a diagramação. 

Romances de Época são aquelas histórias com direito a saia rodada e mulheres ousadas, relacionamentos bem moderninhos, mas que respeitam toda a tradicionalidade da época. Claro que histórias do tipo não são publicadas só em banca, mas a maioria dos autores iniciam suas carreiras assim e as escolhidas da Editora Arqueiro não são diferentes, agora quer saber meus romances de época favoritos?

O Príncipe dos Canalhas - Loretta Chase
Sebastian Ballister é o grande e perigoso marquês de Dain, conhecido como lorde Belzebu: um homem com quem nenhuma dama respeitável deseja qualquer tipo de compromisso. Rejeitado pelo pai e humilhado pelos colegas de escola, ele nunca fez sucesso com as mulheres. E está determinado a continuar desfrutando de sua vida depravada e pecadora, livre dos olhares traiçoeiros da conservadora sociedade parisiense. Até que um dia ele conhece Jessica Trent... Acostumado à repulsa das pessoas, Dain fica confuso ao se deparar com aquela mulher tão independente e segura de si. Recém-chegada a Paris, sua única intenção é resgatar o irmão Bertie da má influência do arrogante lorde Belzebu. Liberal para sua época, Jessica não se deixa abater por escândalos e pelos tabus impostos pela sociedade – muito menos pela ameaça do diabo em pessoa. O que nenhum dos dois poderia imaginar é que esse encontro seria capaz de despertar em Dain sentimentos há muito esquecidos. Tampouco que a inteligência e a virilidade dele pudessem desviar Jessica de seu caminho. Agora, com ambas as reputações na boca dos fofoqueiros e nas mãos dos apostadores, os dois começam um jogo de gato e rato recheado de intrigas, equívocos, armadilhas, paixões e desejos ardentes.
Skoob - Arqueiro - Cultura - Saraiva

Ligeiramente Casados - Mary Balogh
À beira da morte, o capitão Percival Morris fez um último pedido a seu oficial superior: que ele levasse a notícia de seu falecimento a sua irmã e que a protegesse – “Custe o que custar!”. Quando o honrado coronel lorde Aidan Bedwyn chega ao Solar Ringwood para cumprir sua promessa, encontra uma propriedade próspera, administrada por Eve, uma jovem generosa e independente que não quer a proteção de homem nenhum. Porém Aidan descobre que, por causa da morte prematura do irmão, Eve perderá sua fortuna e será despejada, junto com todas as pessoas que dependem dela... a menos que cumpra uma condição deixada no testamento do pai: casar-se antes do primeiro aniversário da morte dele – o que acontecerá em quatro dias. Fiel à sua promessa, o lorde propõe um casamento de conveniência para que a jovem mantenha sua herança. Após a cerimônia, ela poderá voltar para sua vida no campo e ele, para sua carreira militar. Só que o duque de Bewcastle, irmão mais velho do coronel, descobre que Aidan se casou e exige que a nova Bedwyn seja devidamente apresentada à rainha. Então os poucos dias em que ficariam juntos se transformam em semanas, até que eles começam a imaginar como seria não estarem apenas ligeiramente casados...
Skoob - Arqueiro - Cultura - Saraiva


As Regras da Sedução - Madeline Hunter
Lorde Hayden Rothwell chega à casa de Alexia Welbourne sem aviso e sem ser convidado – um homem poderoso e sedutor, movido por interesses obscuros. Sua visita anuncia a ruína financeira da família de Alexia e o fim das esperanças da jovem de um dia conseguir um bom casamento. Para se sustentar, a moça recebe a proposta de ser dama de companhia de Lady Henrietta Wallingford e preceptora de sua filha. O problema é que a oferta vem do sobrinho de Henrietta, ninguém menos que lorde Hayden. Morando na casa da tia de Rothwell, Alexia descobre que a proximidade com o homem que destruiu sua família pode ser perigosamente irresistível. Num gesto impensado, ela se entrega a ele, e ambos se veem obrigados a se casar. O que Alexia não sabe é que os atos aparentemente arrogantes de seu belo e sensual marido são motivados por uma dívida de honra que pode levá-lo a sacrificar tudo. Com tantas mágoas e segredos entre eles, o casal tem tudo para se manter afastado. Mas Hayden é um homem apaixonante e Alexia, a tentação que o faz perder a cabeça. Morando sob o mesmo teto, eles acabam se aproximando e, juntos, vão descobrir um jogo de sedução em que cada um faz as próprias regras.
Skoob - Arqueiro - Cultura - Saraiva

Ah, o evento de Fortaleza aconteceu no dia 30 de maio e foi bem divertido ;D

bonne nuit, bonne chance