domingo, 31 de agosto de 2014

[Promoção] 3 anos da Cápsula de Banca - HAPPY!


Hoje é comemorado o Dia Internacional do Blog, data definida de forma informal, apenas para homenagear todos que participam da blogosfera. Eu comecei nesse mundo em 2004, época em que ser blogueiro era algo bem raro, comecei com um zip.net postando gifs animados e poesias, tudo muito colorido e piscante. De lá pra cá, o blog influenciou e muito na minha vida, descobri que queria ser publicitária, virei "geradora de conteúdo", ganho minha vida com a Internet. Além disso conheci pessoas legais, alguns virtuais se transformaram em reais, consegui alguns pontos no jogo da vida.

A Cápsula de Banca nasceu há 3 anos, pq sempre existe um momento em que precisamos mudar e pegar um novo caminho. Coincidentemente nasceu no mesmo dia em que se comemorava a blogosfera, confesso que só notei esse detalhe no aniversário de 1 ano. Hoje trago uma promoção para comemorar essa data tão especial, valendo o livro O Farol do Porto da Paz + Blusa do livro + Kit de Marcadores, kit cedido pela autora Kelly Cortez.


Quem quiser participar é só preencher o formulário, a única opção obrigatória é o e-mail para contato, afinal o ganhador merece ser avisado, e o mesmo terá 6 dias para responder.

Promoção válida até 28/09 - Boa sorte!

sábado, 16 de agosto de 2014

Detalhes de Uma Paisagem Invisível


Naquele dia o transito estava enlouquecedor, fazia 20 minutos que o ônibus não saia do canto, um trecho que eu fazia em 5 minutos no máximo. Tirei uma revista da bolsa e usei para sentar em cima, tinha um espacinho nos degraus da porta do meio onde eu poderia usar de assento. Fiquei observando o movimento na rua, as bicicletas passando, as motos usando a calçada de pista, as pessoas conversando.

Uma moça morena olhou para mim e sorriu, perguntou se podia sentar do meu lado e eu assenti com a cabeça. Ela usava um terninho com a marca de um colégio, devia trabalhar na parte administrativa de lá. Tirou um caderno brochura da bolsa e começou a folhear, achou o que tanto procurava e grifou algumas partes, talvez ela estivesse indo para a faculdade, devia fazer algum curso na área administrativa, talvez. Ela devia passar o dia trabalhando e a noite estudando, devia chegar tarde em casa, sem fome, cansada, um sacrifício visando bons frutos, talvez.

O ônibus andou um pouco e parou na frente de um beco, as casas eram todas iguais, estreitinhas, 2 andares, na parte de baixo uma porta após 3 degraus e uma janela, em cima um janelão. Elas eram coladinhas uma na outra, se diferenciavam pelas cores. No meio corria um filete de água vinda do esgoto, onde um bêbado fazia todo o esforço do mundo para pula-lo. A casa da esquina devia ser do rei do beco, ele tinha 2 casas coladinhas, a fachada e o piso estavam ajeitadinhos, no muro que dava para a avenida ele abriu uma lojinha, estava lotada de clientes.

Já fazia 45 minutos que eu estava ali, já dava pra ver que não era acidente, era apenas alguns carros que tinham fechado a via. Olhei pelo vidro e vi um homem andando de um lado a outro dentro de uma oficina, ela estava vazia, não tinha carro, e aparentemente fazia um tempo que não pegava algum tipo de serviço. O homem respirava forte, coçava a cabeça, andava de um lado a outro, parecia preocupado, devia ser o dono da oficina, e as coisas aparentemente não andavam bem, sem serviço, sem grana, o negócio ia mal das pernas, o que ele ia fazer?

Finalmente o ônibus voltou a andar e conseguiu sair daquele engarrafamento, levantei e fiquei encostada na porta até chegar na minha parada. A moça morena continuava sentada lendo e grifando, comecei a me perguntar se ela sempre pegava o ônibus comigo e eu nunca tinha reparado, ou se aquela oficina sempre esteve vazia, ou até mesmo se o rei do beco sempre foi o rei do beco. E tudo faz parte de uma paisagem invisível com um mundo de histórias e sonhos.

.neyara furtado

terça-feira, 12 de agosto de 2014

Projeto 52x5 - Coisas pra se Fazer no Calor

Terceira semana do Projeto 52x5 e o tema é a cara do meu estado: coisas pra se fazer no calor. Para quem não sabe, sou cearense, lugarzinho onde metade do ano é verão, e na outra metade mormaço, ou seja, calor pra dar, vender e revender. Ou seja, dia de calor é rotineiro, mas tem dias que a coisa ta tão insuportável, mas tão insuportável, que o meu único desejo é:

1 - Colocar uma roupa confortável;


2 - Caminhar no calçadão e produzir vitamina;


3 - Ir até a praia e aproveitar o mar;


4 - Comprar todos os picolés do mundo;


5 - Deitar, fechar os olhos, e sentir o sol me abraçando.


E antes de tudo, atualizar a play list, colocar um pouco de reggae, com um rockzinho maneiro e uns sambinhas. Aproveitar o sol, aproveitar o dia. 


Bonne nuit, bonne chance.

domingo, 10 de agosto de 2014

[Dica do Coração] Crítico Literário X Blogueiro Literário


Uma das coisas que me incomoda (e muito) são blogueiros literários se definirem críticos literários, não tiro a importância de nenhum dos dois, afinal, cada um mostra uma análise diferenciada sobre o enredo, baseada em diferentes argumentos, mas acredito que cada um tem que saber qual o seu lugar.

 Blogueiro literário é aquele que independentemente de sua formação acadêmica, relata como foi sua experiencia com o enredo do livro, baseado em seus gostos e suas vivencias. Sua relação é próxima com o material pesquisado.

 Crítico literário é aquele que possui uma formação acadêmica ligada a literatura, faz uma análise técnica do enredo do livro baseado em estudos culturais, filosóficos, sociais, etc. Sua relação com o material pesquisado é distante.


Hoje os dois possuem uma importância gigantesca como formadores de opinião, o blogueiro baseado na experimentação, o crítico na teoria, e diante do marketing 3.0, onde o que importa é o compartilhamento de experiencias, o blogueiro literário está ganhando cada vez mais espaço, e cada vez mais prestígio.

Confesso que sempre levo mais em consideração a opinião de blogueiros, pois é baseada em uma experiencia, e não nos estudos teóricos do crítico, mas sempre que escuto um blogueiro se intitulando um crítico literário, sinto que todos os cursos que a pessoa fez, todas as técnicas que a pessoa aprendeu, tudo o que ela trilhou para se tornar crítico então sendo jogados no lixo.

Eu amo o mundo dos livros, amo ler, amo pesquisar sobre os aspectos culturais, sociais, históricos e sei lá o que dos livros (forma), do enredo e da literatura em si, mas não me faz disso uma crítica, só me faz uma blogueira apaixonada por livros. Apenas! Por isso, cada um tem uma base, uma visão, e um objetivo, fazendo com que cada um tenha o seu quadrado, do mesmo tamanho e cor, combinado?! ;)

Bonne nuit, bonne chance

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

[Divulgação] A Condessa de Assis - João Paulo Foschi


Desde que comecei a organizar o Sábado Literário (entenda), tive a oportunidade de conhecer diversas pessoas que me apresentaram um novo cenário no mundo dos livros. Uma grata surpresa foi o autor João Paulo Foschi, que me apresentou A Condessa de Assis, seu primeiro livro publicado pela Editora Schoba, um romance histórico que se passa na época em que D. Pedro II e a Princesa Isabel passeavam pelas vielas do Rio de Janeiro.

Influenciado por grandes nomes como o escritor Machado de Assis e a historiadora Mary del Priore, o autor coloca no papel a sua paixão por histórias, seja ela do Brasil, ou ficção. João Paulo é o novo parceiro do blog, e para "iniciar os trabalhos" ele disponibilizou um exemplar para fazer Book Tour entre os leitores do blog, para participar é só ler as regras e preencher o formulário - BT da Capsula.

"Rio de Janeiro. Século XIX. Lorena Duarte Valão é uma jovem de extraordinária beleza e cheia de ideais romanescos que deseja a qualquer preço ascender socialmente. No grande baile do Cassino Fluminense, após reencontrar-se com o galanteador Rafael Abrantes, nasce uma paixão que acabará por consumir essa ambiciosa arrivista no intuito de conquistá-lo. Porém, o que a moça não contava é que o aristocrata Atílio Santiago, o Conde de Assis, está perdidamente apaixonado por ela, formando um intrigante triângulo amoroso que mudará radicalmente a vida de todos os envolvidos. Após entregar-se a Rafael e ser por ele desprezada, Lorena iniciaráum plano de vingança para destruir o homem que a rechaçou, nem que para isso ela tenha que mentir, trair ou até mesmo matar..."


Mais Informações:
- Fanpage: https://www.facebook.com/acondessadeassis
- Skoob: http://www.skoob.com.br/livro/401480-a-condessa-de-assis
- Compre pela Editora Schoba AQUI, ou direto com o autor: jpfoschi@outlook.com