sábado, 29 de setembro de 2012

[Cinema] You don't Know Jack

Baseado em fatos reais, You don't Know Jack retrata a vida de Jack Kevorkian, um médico norte-americano que ficou conhecido como o "Doutor Morte", um homem que lutava pela legalização da eutanásia. Interpretado por Al Pacino, Jack ajudou 130 pacientes a se suicidarem utilizando a máquina da misericórdia mecanismo que fazia com que o próprio paciente conseguisse injetar uma dose letal de cloreto de potássio no próprio corpo, ou utilizando uma mascara de gás.

O filme tenta retratar o ponto de vista do médico, que as vezes é um pouco confuso, pois o mesmo caminhava nos dois extremos, ou era vida ou morte. Ele defendia (ele já morreu) o direito que as pessoas podem escolher como devem morrer, que não precisam sofrer até o fim, que elas podem se libertar antes. O paciente não era obrigado a se matar, o mesmo podia desistir a qualquer momento, eram os próprios enfermos que procuravam o médico de forma espontânea, e o mesmo chegava a recusar cerca de 98% dessas pessoas, só era aceito aqueles que tinham doenças sem cura, com alto sofrimento e que não se encontravam em estado depressivo.

Antes de cada procedimento, que era feito de forma ilegal, na calada da noite, como se fossem criminosos, comparação feita pelo próprio Jack. O médico gravava uma entrevistava com cada paciente, para ter certeza que a única saída deles era a morte, procurava conhecer um pouco da história de cada um deles, conversar com os familiares, enfim, ele tentava entender o que aquelas pessoas estavam passando.

Apesar de ter provas de que ele não era um assassino, Jack foi condenado em 1999 a uma pena entre 10 a 25 anos, pelo assassinato em 2ª graus por ter administrado uma dose de drogas letais em Thomas Youk. As imagens da morte de Thomas Youk foram exibidas no programa 60 minutes no canal CBS. O médico pretendia fazer com que a eutanásia fosse legalizada, fazer com que o seu julgamento provocasse uma discussão sobre o assunto. Jack foi solto 8 anos depois, em 2007.

Produzido e exibido pelo canal HBO, o filme é baseado no livro Between the Dying and the Dead, de Neal Nicol (assistente do médico) e Harry Wylie. Jack além de ser alvo de repulsa de grupos religiosos, por dizerem que ele queria ser Deus (ele mesmo diz, que pelo menos ele acreditava em algo real, e não imaginário), foi usado para arrecadar votos em campanhas políticas.

Acho que não precisa comentar que a atuação de Al Pacino é brilhante, ele te deixa com uma sensação de "esse cara ta fazendo algo errado, mas ele não tem cara de assassino". Direção, fotografia e trilha, enfim, perfeito, super RECOMENDO! ;)


Qual a sua opinião sobre a eutanásia? :)

Um comentário:

  1. nossa, que polêmico esse filme, sinto só pelo tema! Já quero ver!

    http://luoucuras.blogspot.com

    ResponderExcluir