terça-feira, 15 de maio de 2012

[Entrevista] Fábio Guolo - Escritor


Uma das grandes vantagens que a internet nos proporciona, é poder debater com alguns autores sobre as suas obras, sobre o que gostamos e detestamos no enredo, tirar dúvidas, dar a nossa opinião e poder conhecer um pouco mais sobre o processo editorial. Sempre que possível gosto de conversar com alguns autores, e aproveitando a oportunidade e a atenção do autor Fábio Guolo, trouxe uma entrevista pra vocês conhecerem um pouco mais sobre esse gaúcho e suas obras Draco Saga (fiz uma resenha sobre o livro AQUI) e A Baronesa.

A Capsula Entrevista: Fábio Guolo


1- Para iniciar, quem é Fábio Guolo?
R.: Sou um cara normal. Casado, trabalhador, RPGista, gosto de cinema, devoro um livro atrás do outro (tenho buscado conhecer mais autores nacionais atuais); meu estilo musical preferido sempre foi o heavy metal; sou caseiro, voluntário da ONG Beco da Esperança de animais abandonados (menos do que eu gostaria por pura falta de tempo, mas ainda assim me considero um "protetor"); eu e minha esposa temos 12 gatos e 3 cachorros todos resgatados das ruas... Acho que é isso.


2 -  De forma bem resumida, o que é RPG e como nasceu seu interesse pelo jogo? Há quanto tempo é mestre de RPG?
R.: Da sigla em inglês: "RolePlaying Game". São jogos de interpretação de personagem onde os jogadores interpretam personagens ativos dentro de uma história contada por um narrador (o mestre, no caso). É mais ou menos como um teatro sem roteiro, onde as falas são feitas no improviso de acordo com os desafios propostos pelo mestre. O único guia que os jogadores têm é a ficha de personagem, onde estão anotadas as características de seu personagem, desde físicas até psicológicas. E o jogador deve agir de acordo com essas características em sua interpretação. Eu mestro RPGs de mesa desde o ano de 1995.


3 - Como foi escrever Draco Saga? Quanto tempo você passou escrevendo? O que te fez sentar e colocar no papel as historias que ambientavam a mesa de RPG?
R.: Foram 5 anos de trabalho árduo em que escrevi, reescrevi, editei, reeditei, apaguei, escrevi de novo... acho que posso dizer que sim, foi muito trabalhoso. O que me fez ambientar a história em um universo fantástico ao bom e velho estilo dos clássicos RPGs de mesa foi simplesmente a forte identificação que eu sempre senti com o tema.


4 - Devido as observações que os Dracos fazem sobre os humanos o livro acaba fazendo críticas sobre a nossa sociedade, como a questão da religião, sexualidade, etc. No começo do livro você deixa bem claro que, o que é dito ali não necessariamente é sua opinião, porém você já teve problemas com isso? Algum leitor se sentiu ofendido? Você esperava que o livro tivesse alguma polemica por causa disso?
R.: Sim, certamente esperava. E na verdade o aviso ao qual te referes foi colocado na 3ª edição justamente por alguns problemas nesse sentido. Na 2ª edição o aviso não existia, pois eu supunha lidar com público culto e adulto o suficiente para discernir certas coisas. As críticas existem e não pode ser diferente. Todos têm o direito de gostar ou não de qualquer livro e criticá-lo. Entretanto acusar e/ou taxar qualquer autor disso ou daquilo com base nas opiniões emitidas por seus personagens deixa claro que o leitor não era tão maduro quanto se pensava.


5 - Como foi o processo para publicação do livro? O que foi mais complicado?
R.: Bem... quando se opta por uma publicação independente como eu fiz boa parte das complicações e burocracias são deixadas de lado. Mas creio que no meu caso a revisão foi bem árdua, pois eu estava muito cru como escritor ainda e dei bastante trabalho a revisora. Depois vieram os custos de impressão e por fim, o que perdura até hoje, a distribuição.


6- A Baronesa é a sua publicação mais recente, fale um pouco sobre a história e o processo de criação.
R.: A BARONESA surgiu do ódio que os leitores de O DESPERTAR costumam sentir por ela. O livro é narrado em 1ª pessoa por Taramar, a bruxa que se coloca como grande vilá de O DESPERTAR. Em A BARONESA ela conta sua história, seu ponto de vista das coisas, seus motivos para fazer o que fez, seus amores e desamores. O processo de criação foi bem mais rápido do que o de O DESPERTAR. Escrevi A BARONESA em 2 meses.


7- Quais os seus próximos projetos? O que podemos esperar sobre o desenrolar de Draco Saga e A Baronesa?
R.: Eu continuo escrevendo a Draco Saga, agora com "A SENTINELA - Livro dois de Draco Saga" e os leitores podem esperar que este segundo volume será muito mais contundente do que o primeiro. E isso sob vários aspectos. Muito mais ação, muito mais surpresas e revelações que ficaram pendentes em O DESPERTAR e em A BARONESA.


8 - Um recado para quem tem o sonho de ser escritor.
R.: É difícil demais e demanda enorme investimento de tempo e dinheiro. Mas se existe amor pela escrita vale a pena.


Gentilmente a equipe Draco Saga disponibilizou 3 e-books do livro A Baronesa para ser sorteado aqui no blog. Vou fazer 3 sorteios separadamente, para poder dar chance para todos participarem sem grandes complicações, ta certo?! Então vamos lá:

1ª Sorteio (valendo 1 e-book de A Baronesa)
Ser seguidor do blog e do site Draco Saga
- Deixar um comentário substancial nesse post sobre a entrevista do autor Fábio Guolo.
- Preencher o FORMULÁRIO.
Chance Extra: Deixar um comentário substancial no post da resenha do livro Draco Saga - O Despertar- Link AQUI - Preencher o  FORMULÁRIO novamente

2ª Sorteio (valendo 1 e-book de A Baronesa)
Ser seguidor do blog e do site Draco Saga
- Seguir o perfil do autor no twitter:  
- Preencher o FORMULÁRIO.
Chance Extra: Dê RT a frase "Siga @FabioGuolo autor de Draco Saga e concorra ao livro A BARONESA que o blog #capsuladebanca está sorteando - http://migre.me/95QHN " - Preencher o  FORMULÁRIO  novamente -

3ª Sorteio (valendo 1 e-book de A Baronesa)
Ser seguidor do blog e do site Draco Saga
- Curtir a página da Série Draco Saga no Facebook: https://www.facebook.com/DSSFG
- Preencher o FORMULÁRIO.
Chance Extra: Compartilhe a mensagem "Eu curto o livro Draco Saga de Fábio Guolo e vou ganhar o livro A BARONESA que o blog #capsuladebanca está sorteando - http://migre.me/95QHN " - Preencher o  FORMULÁRIO  novamente -

O sorteio será feito através do site random.org. Os vencedores serão comunicados por e-mail, o mesmo terá 6 dias para responder, caso contrário, o sorteio será refeito. Antes que perguntem: O livro só foi lançado em versão e-book e super vale a pena ler.

Promoção válida até o dia 09/06 - Boa sorte!
PROMOÇÃO ENCERRADA - RESULTADO AQUI

9 comentários:

  1. Oie NeyaRa ;)
    Nossa que bacana essa entrevista é bom para conhecer mais o escritor.
    Achei a capa linda!
    A história tambem parece interessante.
    Desejo sucesso.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Oi Neyara!
    Obrigado por tudo!
    Grande beijo!

    ResponderExcluir
  3. A história é bem interessante e convidativa, espero ter a oportunidade de ler. :)

    ResponderExcluir
  4. Ótima entrevista. Saber um pouco da história do escritor foi muito bom e interessante. Com tudo escrito, fiquei muito curiosa para ler A Baronesa. Deve ser muito bom! Gostaria muito de ganhar este livro.

    ResponderExcluir
  5. participando do 2!
    é verdade, ser escritor nao é fácil, escrevo fics (morrendo de preguiça) e sempre que leio/re-leio quero fazer modificações, por qualquer erro (concordância gramatical e essas paradas de português). kusses.

    ResponderExcluir
  6. ooLLHAA que interessante a entrevista! Fiquei mais interessada ainda pra conhecer o livro, estou louquinha pra LER ^^

    ResponderExcluir
  7. Adorei a entrevista, e fiquei curiosa para ler este livro...

    Bjão.

    ResponderExcluir
  8. mesmo não sendo tão fã de E-book, fiquei com o interesse de ler ;)

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Gostei muito de conhecer sobre o autor, principalmente sobre a atitude dele e sua esposa em relação aos animais. Me faz pensar que nem tudo está perdido. rs
    Prefiro livros impressos, mas se vier o e-book tá tudo bem pra mim! =)

    ResponderExcluir