segunda-feira, 24 de novembro de 2014

[Evento] Food Park Fortaleza - Lá Fora


Nesse fim de semana Fortaleza ganhou mais um evento gastronômico para a alegria dos bons de garfo, o Food Park chegou com a proposta de oferecer lanches rápidos, música de qualidade e um pouco de natureza, tudo preparado em um espaço ao ar livre, onde as pessoas poderiam curtir um belo som instrumental, por enquanto degustavam guloseimas vendidas em Kombis estacionadas por ali. Sensacional, né?!

A temática do evento era no mínimo curiosa, a figura da Kombi e o clima de "picnic" foi bastante trabalhado em toda a divulgação, a ideia de algo rústico ao ar livre, próximo a natureza, cenário que muitas vezes se vê em filmes de adolescente, causou um verdadeiro burburinho na cidade, tanto que a página oficial do evento recebeu quase 3.000 curtidas em poucos dias.


Quando divulgaram a lista dos expositores deu inicio aos planos do que se devia comer primeiro e com quem iriamos dividir os pratos, artimanhas para conseguir aproveitar de tudo, o sanduíche de porco, o churros gourmet, o hot dog francês, o pudim com sorvete, o dindim alcoólico, os pratos variavam entre R$5,00 a R$30,00. No palco o destaque era a dupla do Sax in the Beats, famosa nas ruas paulistas por tocarem fantasiados com a cabeça de um cavalo e de um panda.


O único problema do evento é que os organizadores subestimaram o público, acharam que a ideia não ia fazer sucesso e que ia da dois gatos pingados, resultado: filas gigantescas, algumas barraquinhas já estavam sem comida com menos de 2h de evento, lotação, e o cheiro insuportável por causa do esgoto que passava próximo. No geral foi bastante frustrante, esperava algo sensacional e só ficou na vontade.


O lado bom de tudo isso é que o evento virou mensal, o sucesso foi tamanho que os organizadores tomaram folego para repetir a dose mais vezes, espero só que agora com um planejamento mais eficiente e que finalmente a ideia inicial seja colocada em prática. Quem ficou com vontade de participar do Food Park? o/

Mais Informações e Fotos:

domingo, 16 de novembro de 2014

[Música] Ponto.CE - Mukeka di rato, SuperCombo e Gram


Fala galera que curte boa musica. Sou eu novamente, FlávioFilho e como um pedido do meu amor é uma ordem, cá estou pra resenhar do meu jeito como foi as noites de shows do Ponto Ce que rolou fim semana passado (7 e 8/11).

Fiquei de resenhar os shows que mais gostei e que assisti pela primeira vez como os do Mukeka di rato, SuperCombo e Gram e sem esquecer o do Matanza que foi o quinto show que vi da banda e se tivesse todo fim de semana, estaria lá machucando dedos e ombros. Mas sobre os shows, vamos lá... 

Na noite de sexta dia 7, os capixabas do Mukeka di rato fizeram valer a pena a ausência deles pela terrinha de uns 7 anos. Com um set rápido e cheia de clássicos como minha escolinha, new wave índio, mickey e cachaça, a banda fez gente quase quebrar dedos e ombros (no caso eu, hahaha ;D).


Fechando a noite de sexta teve Matanza e toda a sua agressividade. Foi porradaria do começo ao fim, assim como foi os outros 4 shows que fui da banda. Também com um set de clássicos como Meio psicopata, Mesa de saloon, Rio de whisky e outras mais cantadas a todos pulmões, suor, chutes e socos.

Já a noite de sábado foi mais tranquila, fresca, virando uma boa pedida pra um programa a dois.

No palco a Supercombo. Banda de SP que faz um rock fofinho, agradavel de escutar. Ainda tento procurar o que me fez não ficar tão fã da banda e assim, não ligando para o show deles, mas percebi que eles tem um bom público aqui pela cidade e logo logo estarão fazendo outro show por aqui.

E por último e enfim eu vi um show da Gram, banda essa que acompanho desde o começo, fiquei triste com o fim e dei pulos de alegria com a notícia da volta e do show aqui. Show muuuuito bom, só não foi perfeito pela falta de tempo e de algumas músicas que amo de paixão, mas o set com toda luz, moonshine, condição, faça alguma coisa e a tão cantada você pode ir na janela (famosa música do gatinho), foi de graaaaande agrado pra esse fã que vós escreve.

Onde está o Wally? Haha
Ficarei por aqui e voltarei logo com mais e mais dos shows da cidade. 

Té mais ;)

segunda-feira, 3 de novembro de 2014

[Livro] Golfinhos e Tubarões: O outro mundo - Tais Cortez

IMG_8644

É a história de uma criança que perdeu seus pais de forma trágica, logo após o incidente, ela foi enviada para longe de sua terra natal evitando o contato com suas origens. Ela sempre se sentiu deslocada nesse novo mundo, seus pais adotivos não lhe deram amor, apenas cobravam um comportamento exemplar, mas na medida que ela foi crescendo coisas estranhas foram acontecendo, seus poderes foram aparecendo e tudo passou a ser assustador. Pessoas estranhas apareceram e convidaram essa criança, que agora era uma adolescente, a acompanha-los até uma escola onde ela poderia treinar e entender todos os seus poderes, lá ela descobriu que o mundo é bem maior do que ela imaginava, e que o inimigo só estava adormecido. Não estamos falando de Harry Potter.

A história de uma humana que se apaixona por um vampiro, mas o romance não era aconselhado, pois ele tinha um instinto assassino e poderia mata-la a qualquer instante. Porém ela era imprudente e acreditava que tudo poderia dar certo, mesmo que fosse necessário arriscar a própria vida para lutar por aquele amor. Ele lutava contra o seu instinto assassino, tentava se manter o mais distante possível para protege-la, mas era algo quase impossível, pois ela sempre estava se metendo em encrenca, e ele tinha que protege-la e evitar qualquer acidente. Não estamos falando de Crepúsculo

Golfinhos e Tubarões traz a história de Victória, uma garota que foi adotada por Ana e Greg, um casal bem sucedido que precisava manter a imagem de família feliz, mesmo sem amor, era necessário manter o status. Vic sempre se sentia estranha, parecia que aquele mundo não era o dela, sentia que algo não se encaixava. Aos poucos seus poderes começaram a aparecer, mas ela não tinha o controle deles, até que em um momento de raiva provocou um acidente envolvendo os seus pais adotivos.

Ana e Greg estavam apavorados com as mudanças de Vic, não sabiam o que fazer ou como agir, mas a solução logo apareceu, Lisa e Victor queriam leva-la para uma escola em que pessoas iguais a ela assistiam aulas onde compreendiam melhor as suas habilidades especiais e aprendiam a ter controle sobre elas e assim usarem a seu favor. Apesar de no inicio estranhar aquele novo ambiente, Vic logo fez amigos e descobriu que era mais forte do que imaginava, finalmente ela tinha encontrado o seu mundo.

IMG_8638

Era inevitável questionar o que tinha acontecido em seu passado, mas ninguém queria contar a verdade, todos queriam poupá-la da verdade. Alex parecia que escondia algo de sua história, tanto da dela como da dele, quanto mais ela se aproximava dele, mais ele fugia e dava respostas evasivas. Ele era um meio-vampiro que estudava na mesma sala que ela, e desde o primeiro momento ela tinha se apaixonado por ele, mas ele tinha se tornado uma grande incógnita em sua vida, um perigo declarado.

A história vai se desenrolando na medida que Victória descobre sobre o seu passado, a verdade sobre a morte de seus pais, suas habilidades raras e a aproximação de Alex. A comparação com Harry Potter e Crepúsculo é inevitável, parece uma colagem de cenas dessas duas narrativas com algumas modificações, o final passa a ser previsível devido essa semelhança, é fácil imaginar os próximos passos dos personagens, pois a linha de raciocínio é a mesma. Confesso que essa semelhança me incomodou, fiquei esperando o momento em que Golfinhos e Tubarões ia se distanciar das histórias originais e mostrar o seu próprio enredo, seu próprio dilema.

IMG_8662

No geral a leitura é bem agradável, a linguagem é de fácil compreensão, a escrita é bem gostosa fazendo com que o leitor se envolva de verdade, entre naquele mundo de vampiros e humanos super-poderosos facilmente. O mundo em que a autora criou foi bem construído, com personagens cativantes, e que deixa qualquer um ansiando para acordar com super-poderes e ir ter algumas aulas com Victor, o professor linha dura, ou Hugo, o professor mais interessante, ou Lisa, uma mãezona para todos, até mesmo a Dina, a chata sem resposta, ou até mesmo andar no avião de Heitor, haha.

A Victória é bem lenta para entender o que está acontecendo, muita coisa que acontece é de fácil compreensão, mas parece que ela sempre quer que alguém diga o obvio com todas as letras. Outra coisa, terminei a leitura sem entender que idade ela tinha, primeiro foi dito 16 anos, depois 18 anos, depois ela passou 18 anos na casa de Ana e Greg, e ela chegou lá com 5 anos, então ela tem 23 anos, fiquei na dúvida.

IMG_8672

Alex é tipo divo, você suspira sempre que Vic descreve seus lábios vermelhos, sua pela branquinha, seus cabelos negros e seus olhos azuis, ele é de tirar o fôlego, mas é tipo de vampiro que não curte sangue, logo ele cai na escala de personagens pegáveis. Ponto alto do livro é a turma de amigos da Vic, amei a escolha dos personagens, a personalidade de cada um, as conversas são sempre divertidas, e claro, sempre bate aquela invejinha quando rola a reunião das meninas para fofocar no quarto da Vic, e quem não gosta de um clube da luluzinha de madrugada?!

O trabalho editorial do livro está muito bem feito, revisão impecável, escolha da fonte e tamanho da letra perfeito, a capa está linda, só a qualidade do papel que deixa um pouco a desejar. Recomendo muitíssimo a leitura dessa aventura, principalmente para quem quer ter um pouco de nostalgia. 

IMG_8631

Tais Cortez é de Campinas, interior de São Paulo, formada em relações internacionais e economia. Golfinhos e Tubarões é o seu primeiro livro e foi lançado em agosto de 2013 pela Chiado Editora. Seu segundo livro é o O último homem do mundo e já faz um grande sucesso na Amazon. Obrigada pela oportunidade de conhecer o outro mundo!

Mais Informações: