sábado, 18 de novembro de 2017

[Livro] Em Cima Daquela Serra - Eucanaã Ferraz

Aquela serra parece que só tem boi, mas calma lá! Se olhar direitinho vai além das boiadas. Se chegarmos mais pertinho vamos perceber que temos outros animaizinhos, plantações, estradas e caminhões, entre uma boiada e outra, sempre passa algo, além do tudo, pode passar o nada, é só prestar atenção que além dos bois, passa outras coisas.

Eucanaã adora escrever sobre animais, dessa vez o boi foi o escolhido, e é através dessa figura que passeamos pelo o alto da serra e vemos tudo o que acontece por lá. A ideia de colocarmos a cadeira na calçada e observar a movimentação, perceber além das grandes cenas, aquelas interações que passam desapercebidas no nosso cotidiano.

As ilustrações parecem um pathwork, cada pedacinho uma estampa e todos juntos uma parte da história, trabalho inspirador da Yara Kono, traços simples que entendem muito de bicho, esse também não é o primeiro livro desse tema que ela trabalha. A edição está impecável e faz parte do projeto Itaú Social, incentivando os pequenos a conhecerem o mundo dos livros.



sábado, 11 de novembro de 2017

[Livro] O Menino Azul - Cecília Meireles

Um garoto de tonalidade azul que sonhava em ter um bichinho incomum como amigo, um burrinho, um companheiro para conversar, desbravar o mundo e conhecer diversas histórias. Um enredo tão delicada que logo nos remete a nossa infância, aos bichinhos que sonhamos em criar, as amizades que queríamos ter.

Impossível realizar a leitura e não pensar no porquinho que eu queria criar, e ainda quero, em todas as histórias inventadas e desejadas, os momentos compartilhados e a amizade, aquela lealdade que só o nosso bichinho tem em troca de nossa companhia. Um sonho que ainda vai se tornar realidade!

Mais uma história incrível da fantástica Cecília Meireles, escolhida para fazer parte da Coleção Itaú Social, projeto que incentiva a leitura para as crianças. A edição ganhou o talento da ilustradora Elma, pernambucana que deixou a obra ainda mais lúdica com seus traços aquarelados. Que nunca deixemos de apreciar as obras de Cecília! 💓

quarta-feira, 8 de novembro de 2017

[COLA&BORA] Candy Machine | Filho do Freud

Apoiar novos projetos culturais é sempre uma satisfação, sou daquelas que participa de festivais de bandas desconhecidas, assiste peças de teatro com mais seis gatos pingados, compra fanzine na banquinha da faculdade só pra conhecer novos traços e escritas. Desde quando comecei a explorar esses sites de financiamento coletivo tive a oportunidade de conhecer muitos trabalhos bacanudos, daqueles que dá vontade de ter sempre mais. Hoje trago alguns projetos que colaborei nos últimos dias, uma forma simples de divulgar as campanhas e fazer com que mais gente conheça esses artistas.

HQ Candy Machine

Conheci o trabalho da Dharilya através das feiras de fanzine que acontecem em Fortaleza, impossível não se apaixonar por seus traços, a delicadeza de suas histórias, o que conquista mesmo é a fuga da mesmice, traços tão fofos contando histórias de terror. Candy Machine traz a história de uma garotinha que se perdeu na floresta ao sair para procurar doces, mas muitas travessuras vão atravessar seu caminho.


O projeto ainda te dá oportunidade de adquirir trabalhos anteriores, como o Relicário HQ e Amanita, sem contar os prints, adesivos, marcadores de página e as recompensas de acordo com as metas alcançadas. Já apoiei o projeto e garanti minha coleção completa, aproveita! 




HQ As traumáticas aventuras do filho do Freud

Se você ainda não conhece a página do Filho do Freud, não sabe o que está perdendo! Tirinhas bem humoradas que retratam as relações do pai da psicanálise com sua família, pacientes, amigos e invejosos. Pacha Urbano está lançando o 3º e último volume d'As Aventuras do Filho do Freud, dessa vez dando um enfoque maior para o primogênito Jean-Martin e os trotes de Dr. Jung, seu inimigo.


O projeto oferece recompensas exclusivas, como a caneca do Filho do Freud e o caderno de desenhos com tiragem limitada. Todos os apoiadores receberão um jogo de tabuleiro exclusivo, que já vem encartado na publicação. Eu já garanti o meu exemplar, e você?

terça-feira, 31 de outubro de 2017

[Livro] Casos de Família - Ilana Casoy

casos de familia 2

Vou começar me justificando, apesar de não ser necessário, mas desde quando iniciei essa leitura algumas pessoas me olharam atravessado pelo conteúdo que o livro trazia. Antes de escolher a área de Comunicação, pensei em cursar Direito, trabalhar na área Penal, sempre achei extramente interessante a forma que os detalhes vão se encaixando até se desvendar um crime, os fatos que levaram os envolvidos a chegarem até ali, a forma que os profissionais trabalhavam para desenvolver uma linha de raciocínio que refutassem qualquer mentira.

Porém, com o tempo, percebi que nem tudo era justo e ético, dinheiro e um network poderoso poderia tornar qualquer culpado em inocente instantaneamente, além de diversos outros fatores que parecem estar acima de qualquer código penal, ou da realidade. Hoje, mais do que nunca, nossa justiça está cada vez mais desacreditada e os profissionais do meio precisam ter o estômago cada vez mais reforçado para ver essa enxurrada de absurdos. Definitivamente não tenho estômago preparado para isso, por isso, escolher cursar Publicidade & Propaganda foi a escolha mais acertada que eu poderia ter, o que não me impede de ler sobre investigações e juris. Blz? Blz.

Ilana Casoy é formada em administração e especialista em criminologia, se dedica a análise de perfis psicológicos de assassinos em série e crimes violentos, ganhou respeito no meio e hoje tem permissão para acompanhar alguns casos e colaborar na análise e construção desses perfis. Ilana é escritora e publicou diversas pesquisas sobre o assunto, colaborou em casos reais como o dos Richthofen e dos Nardoni, escreve para o Investigação Discovery e ajuda na construção de personagens para TV.

Resenhar o livro Casos de Família é excluir o lado técnico e apenas sentir, reviver a repercussão dos crimes, relembrar as inúmeras reportagens e especulações, trazer a tona o amargor de acompanhar casos que vão contra a própria família. É descobrir que todo lado podre, tem um lado mais podre ainda, aqueles detalhes e impressões que só quem acompanhou poderia descrever.

Iniciamos a leitura com o O Quinto Mandamento (honrar pai e mãe) - Caso Richthofen. Suzane planeja matar os pais com a ajuda do namorado Daniel e o cunhado Cristian, a herança e a liberdade são os motivos. Os três confessam o crime para a polícia ao serem confrontados, cooperam na reconstituição do assassinato e são condenados.


O que não vimos na TV é a total frieza que o caso foi levado pelos envolvidos, mesmo quando fingiam que não sabiam de nada, o choro sem lágrimas, o churrasco na casa após o assassinato, a preocupação desacerbada pelo dinheiro, a compra de bens, o aniversário no sítio, a diversão pela liberdade conseguida. A polícia conseguiu juntar cada momento de frieza de Suzane e pânico dos olhos dos irmãos Cravinhos para confrontar os suspeitos.

A reconstituição é o momento em que os irmãos Cravinhos percebem o tamanho da bobagem que fizeram e entram em desespero, já Suzane e Andreas (irmão mais novo dela) agem como se nada tivesse acontecido. Andreas é a grande incógnita do caso, ele é frio e se comporta como se nada afetasse ele, como se ele nem conhecesse aquelas pessoas que faleceram, mas deixa claro o tamanho do carinho que ele tem pela família Cravinhos e nada abalou a relação entre eles, nem mesmo o fato deles terem assassinado seus pais.

O julgamento acontece, a promotoria explora todas as leituras que se pode ter sobre o caso, o lado emocional e o puramente racional. A defesa, mesmo com a confissão, tenta provar que alguém influenciou alguém e que o casal eram péssimos pais, mesmo a polícia provando o contrário. Impressionante a falta de empatia do ciclo de convívio da família, talvez o relato mais empático tenha sido da moça que trabalhava na casa. Leitura finalizada com a sensação que ainda existe um lapso no caso, que a polícia nunca conseguiu provar.

A segunda parte traz o Caso Nardoni - A prova é a testemunha. A madrasta em um pico de estresse esgana a enteada e o pai joga a criança do sexto andar do Edifício London para tentar encobertar os maus tratos anteriores. Os acusados nunca confessaram o crime, o prédio não tinha câmeras e ninguém viu o que realmente aconteceu, por isso o livro traz apenas o julgamento, o depoimento dos profissionais que solucionaram o caso, relatando as pistas deixadas no local.

Uma fralda em um balde com água e sabão, um apartamento zoneado, uma folha desenhada em cima da cama, um absorvente usado no meio dos brinquedos, uma tesoura para cortar carnes, gotas de sangue, uma rede de proteção rasgada, uma pegada em cima da cama, tudo era pista para um caso que não tinha testemunhas. A cronologia dos fatos é a prova que nunca existiu uma terceira pessoa na cena do crime, a história do casal não batia com tudo o que tinha sido visto.

A promotoria trouxe diversos profissionais para provar ao juri a sua competência, dando credibilidade aos laudos apresentados, como o especialista em gotas de sangue (o único do Brasil no momento), ou a especialista em reagentes (uma das poucas pessoas que sabiam utilizar o produto). Todos os depoimentos foram contextualizados através de registros telefônicos e fotos do local do crime. A defensoria argumentou usando as falhas nos processos realizados pela polícia, exames que não possuem registro, falta de material para análise, contaminação na cena do crime e a falta de testemunha, afinal, a acusação foi feita baseada em suposições.

casos de famlia 1

Durante a leitura pesquisei o histórico de alguns nomes citados, alguns ganharam visibilidade após trabalharem no caso, ou já eram conhecidos por atuarem em casos de grande destaque, como o Podval, advogado de defesa do casal Nardoni, trabalhou também na defesa do médico Farah (matou e esquartejou a amante, recentemente se matou ao receber a notícia que iria voltar para a prisão).

A leitura é bastante densa e exige momentos de total desconexão, é preciso respirar e esquecer da imagem da Suzane chorando no enterro dos pais, ou do choro da Jatobá na entrevista para o Fantástico. É perturbador perceber que são crimes que acontecem rotineiramente, mas que a mídia só da visibilidade quando acontece em área nobre, com gente branca, com famílias relativamente estruturadas e bem aceitas pela sociedade. O criminoso fugiu do esteriótipo e se apresentou na roupagem de "gente do bem".

A DarkSide fez um trabalho editorial incrível, o livro está magnífico, o cuidado com cada detalhe, o moleskine com a letra e desenhos da Ilana mostrando o que ela sentiu em cada momento, as fotos e os registros anexados aos casos, a capa em alusão ao caderno de anotações, tudo está fantástico. Quero mais DarkSide, quero muito mais!

⏳ Hoje completa 15 anos do Caso Richthofen.

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

[Divulgação] Fli7 - Festa Literária 7 de Setembro


A Educadora 7 de Setembro está promovendo a Fli7 - Festa Literária 7 de Setembro, o evento acontecerá entre os dias 27 e 30 de setembro com o tema "Literatura como arte que transforma a realidade". A programação trará uma homenagem especial ao escritor Patativa do Assaré, além de debates, oficinas, conferências e concursos literários. 

Separei algumas atrações que já estão nos meus favoritos, aqueles momentos que eu não vou perder por nada. Já conferiu a programação completa? Vem que tem muita coisa incrível que você não pode perder!

👉 Oficina de Ilustração Editorial
Quando: 27 de setembro, 17:30
Quem: Thyago Cabral

👉 O Feminino na Literatura
Quando: 27 de setembro, 18h
Quem: Graça Fonteles e Ana Miranda

👉 Literatura e Transformação
Quando: 27 de setembro, 19:30
Quem: Luiz Ruffato

👉 Literatura e Web
Quando: 27 de setembro, 21h
Quem: Dyana Colares

👉 Oficina de Linoleogravura
Quando: 28 e 29 de setembro, 8h
Quem: Sara Nina

👉 Oficina Escrita Criativa
Quando: 28 de setembro, 14h
Quem: Matheus Lins

👉 Teatro OU TUDO OU NADA
Quando: 28 de setembro, 16h
Quem: Leuise Furtado e Ildo Mota

👉 Vídeo A PADARIA ESPIRITUAL
Quando: 28 de setembro, 16:30
Quem: Felipe Barroso

👉 Mostra de Curtas
Quando: 28 de setembro, 17h
Quem: Natércia Rocha, Coletivo Nigéria

👉 Patativa do Assaré: o sertão e sua voz
Quando: 28 de setembro, 18h
Quem: Gilmar de Carvalho

👉 Literatura e inclusão: história que incluem e empoderam as crianças
Quando: 28 de setembro, 18h
Quem: Tânia Dourado

👉 Criação em Quadrinhos
Quando: 28 de setembro, 18:30
Quem: Zé Wellington, Renato Roseno e convidados

👉 Um longo percurso calçado de livros
Quando: 28 de setembro, 19:30
Quem: Marina Colasanti

👉 Roda de conversa: Crowdfunding e Mercado Editorial
Quando: 28 de setembro, 21h
Quem: Kamile Girão

👉 Oficina Roteiro e Narrativas em Quadrinhos
Quando: 29 e 30 de setembro, 14h
Quem: Marcelino Câmara

👉 Oficina de Grafite
Quando: 29 e 30 de setembro, 14h
Quem: Coletivo Acidum

👉 Sessão de Autógrafos
Quando: 29 de setembro, 16h
Quem: Thalita Rebouças

👉 Oficina de Capas de Livros Minimalistas
Quando: 29 de setembro, 17:30
Quem: Claudia Vidal

👉 Uma história do samba: a biografia de uma existência coletiva
Quando: 29 de setembro, 19:30
Quem: Lira Neto

👉 Panorama das Publicações e Editoras Independentes
Quando: 29 de setembro, 21h
Quem: Tarcisio Bezerra e Cláudia Vidal

👉 Criação Literária: de onde vem o dom, a prática e a arte de pensar a literatura?
Quando: 30 de setembro, 8:30
Quem: Socorro Acioli

👉 Show INVOCANDO QUE SÓ
Quando: 30 de setembro, 12h
Quem: Dona Zefinha

👉 Oficina de Bonecos da Literatura Fantástica
Quando: 30 de setembro, 14:30
Quem: Simone Barreto

👉 A importância da Literatura Juvenil para o leitor brasileiro
Quando: 30 de setembro, 14:30
Quem: Bárbara Morais

👉 Calçando Histórias
Quando: 30 de setembro, 14:30
Quem: Tâmara Bezerra

👉 Literatura, realidade e imaginário
Quando: 30 de setembro, 16:15
Quem: Gonçalo Tavares

Fli7 - Festa Literária 7 de Setembro
- Onde: Uni7 - Av. Almirante Maximiniano da Fonseca, 1395
- Quando: 27 a 30 de setembro
- Site: http://www.fli7.com.br/

sábado, 9 de setembro de 2017

[Cinema] Atômica

Esquece aquele filme de ação com o macho indestrutível sendo o protagonista da porra toda. Esquece aquele brucutu soltando socos e chutes, sem sofrer um único arranhão. Esquece aqueles filmes de espionagem que só tem tiro e sangue, mas é uma negação no enredo. Esquece isso tudo e lembre da Charlize Theron sendo um exemplo de mulher que pode tudo, em plena guerra fria, entre socos e paixões.

Estamos na semana que antecede a queda do muro de Berlim, um dos símbolos da guerra fria, monumento que separava fisicamente a capital da Alemanha em Ocidental e Oriental. A espiã Lorraine Broughton recebe a missão de investigar o assassinato de um oficial britânico e recuperar a listagem dos agentes duplos, porém, ao contar com a ajuda de David Percival, agente infiltrado, ela vai perceber que nessa missão nem todos são confiáveis.

O enredo é baseado no quadrinho A Cidade Mais Fria, de Antony Johnston e Sam Hart, exata definição de como Berlim se apresentava diante dos conflitos, gélida, amedrontada e torturante. O cenário que o enredo se desenvolve é bem construído, a marginalidade das ruas da capital, a ditadura que a população sofria, a tensão em cada respiração, o medo em cada ato. É incrível imaginar como as pessoas conseguiam sobreviver naquele fogo cruzado, que geralmente se apresentava de forma silenciosa e sorrateira.

A fotografia de Jonathan Sela chega ser hipnótica, as cores frias de uma Berlim Oriental, tons acinzentados passeando entre o azul e o verde, destacando a disciplina militar imposta na época, o tradicionalismo e o medo constante. Cores neon na Berlim Ocidental, região que era referência de moda, de modernidade, de quebra de barreiras, grupos insatisfeitos com a situação se rebelavam contra o governo. Um jogo de luzes e ângulos que contaram muito sobre os lados do muro.


A trilha sonora é o primeiro indício que estávamos diante de um grande filme, os grandes clássicos dos anos 80 vão enchendo as cenas de referências e trazendo um novo significado para as ações. Podemos citar Cities in Dust, de Siouxsie and the Banshees, Father Figure, de George Michael, She Lost a Control, de Joy Division, e Cat People, de David Bowie.

É contagiante perceber o quanto Charlize Theron se entregou a personagem, seus olhares intensos, sua postura, sua transição pelas várias facetas que o enredo pede, podemos ver uma mulher empoderada que é dona de si e não tem medo de seguir seus extintos e desejos. Sofia Boutella, como a exótica Delphine Lasalle, consegue incendiar a tela, banhada por luzes vermelhas e ângulos laterais, a sensualidade e a cumplicidade da personagem envolve o expectador, deixando aquele gostinho de quero mais e que ela poderia ser mais bem aproveitada.


O irônico David Percival, interpretado por James McAvoy, faz o contraponto com a poderosa Theron, seus diálogos rápidos e sua desconfiança que ela não é tão boa quanto ele, faz com que o público vibre todas as vezes que ela consegue ser mais esperta e ágil. As longas cenas de luta são de tirar o folego, algumas referencias podem ser identificadas facilmente, como o laço usado pela mulher-maravilha utilizado por Theron. Vale lembrar que a entrega foi tamanha que a atriz dispensou a dublê.

O longa não conquista a nota máxima por ter um enredo um pouco confuso, talvez seja preciso assistir duas, três vezes para entender qual o lado de cada agente duplo, ou o que cada um pretendia, mas a construção dos personagens, a escolha dos atores, a fotografia, trilha e principalmente a direção, faz com que o filme seja uma ótima opção. 


segunda-feira, 4 de setembro de 2017

[Dicas do Coração] Sites de venda / troca de livros

Ok ok! A gente promete, promete e nunca cumpre! Olha só mais um livro para a estante, aliás, haja estante para tanto livro! Naquela tentativa de abrir espaço para receber novas histórias, listei alguns sites que possibilitam a troca / venda de livros, uso alguns e tenho tido boas experiências. Vamos lá, faz aquela listinha esperta e coloca esses livros pra jogo amigs! Livro parado não tem história! 

🌝 = Uso e recomendo | 💲 = Versão paga | 👀 = Versão gratuita

🌝👀 www.skoob.com.br
O site de troca mais conhecido pelos amantes de livros. Nele além de fazer um histórico de leituras marcando os títulos como lido ou desejado, você pode disponibiliza-los para troca. O site possui uma moeda interna que facilita na hora da transação, dispensando o esquema livro X livro.

Parecido com o Skoob, o site possibilita a troca de livros por moedas. O site possui três tipos de plano de acordo com a sua necessidade, mas as 3 primeiras transações são gratuitas.

💲 www.estantevirtual.com.br
Considerado um dos maiores sites de venda de livros novos e usados do Brasil, intermediando cerca de 16 milhões de vendas desde 2005. Hoje possui 2.400 vendedores ativos e 16 milhões de leitores cadastrados. Os livreiros devem escolher um dos planos disponíveis para realizar as vendas.

💲 www.portaldoslivreiros.com.br
O site possibilita diversos tipos de cadastros e planos, os livros ficam em destaque na página inicial e é de fácil acesso, bastante intuitivo.
Um dos grandes diferencias do site é a possibilidade de comparar preços e filtrar a pesquisa por localidade. É possível cadastrar os livros de forma gratuita, a única taxa cobrada é referente o PayPal. Após a transação é possível classificar o vendedor com estrelinhas.

🌝 👀 www.olx.com.br
É uma plataforma de venda online que possibilita segmentar por tipo de produto e localidade. O site é apenas uma vitrine, você anuncia e o comprador precisa entrar em contato para combinar ponto de entrega e pagamento. É possível vender diversas coisas, mas sempre consigo fazer boas compras e vendas quando o assunto é livro, vale arriscar, principalmente por ser de graça!

🌝 👀 www.mercadolivre.com.br
Os anúncios são feitos de forma bem intuitiva, cada produto pode ser categorizado de forma minuciosa, os livros por exemplo podem ser classificados até pelo tipo de enredo. Diferente do OLX, é possível fazer a compra, realizar o pagamento e enviar o produto pelos correios.

💗 DICA DE OURO
A melhor forma de esvaziar a estante é cuidar com carinho de cada livro, limpar, embalar e entregar em uma instituição, onde ele poderá ser lido e relido por diversas pessoas que não possuem tantas oportunidades.

 Conhece outro site / projeto de troca? Conta pra gente!

sábado, 2 de setembro de 2017

[Bienal do Livro Rio] Lançamento Mila Wander


Quinta, 31 de agosto, começou mais uma edição da Bienal Internacional do Livro Rio, diversos lançamentos e autores MARAVILHOSOS para serem prestigiados, mas infelizmente não poderei estar presente nessa grande festa e conferir tudo de pertinho. Separei alguns lançamentos que prometem ser um grande sucesso, hoje vou apresentar para vocês os títulos da autora Mila Wander 💗


MEU MAIOR PRESENTE - MILA WANDER
Lucas foi abandonado num orfanato e só aos nove anos de idade ganhou o presente que mais desejava: uma família. Mel nasceu na família perfeita. Seu pai, sua mãe e seu irmão, dez anos mais velho, a amavam. Ela era o xodó dos Carvalho Lemos. O que ninguém esperava era que, na adolescência, Mel começasse a olhar de um jeito diferente para Lucas, seu irmão adotivo, seu protetor, seu motorista de baladas, seu confidente. Ele também a percebeu diferente, a desejou e seu amor fraterno se transformou em outra coisa. Lucas, porém, não podia deixar que esse novo e assustador sentimento arruinasse seu sonho de ser amado por uma família. Mas o que fazer com a vontade de seu coração e seus desejos? Mel, com certeza, sabia o que fazer.

Skoob | Amazon | Livraria Saraiva

👉 Lançamento:
Quando: 03 de Setembro, 14h
Onde: Estande da Editora Planeta

AMOR DE TODAS AS FORMAS - MILA WANDER
Não existe um jeito certo de amar nem a hora certa para o amor chegar. O amor pode aparecer no supermercado depois que a porta se fechar, que mal tem? Ou quem sabe aparecer através de uma forma pura, meiga e delicada como em uma linda dança de balé? Ao espiar por uma janela proibida, quem sabe você se depara com aquele garoto de olhos azuis que sonha? Você pode viver uma aventura deliciosa, mesmo não parecendo muito correta, e essa aventura aquecerá seu coração. O destino tem, sim, o poder de unir dois corações de caminhos opostos, afinal, no amor não existe impossível. Todo dia é dia de comemorar o amor. O importante é abrir o coração, sair do convencional, driblar as asperezas da vida, estar pronto para dar um fora na rotina e viver todos os dias uma grande paixão. Experimente o Amor… De Que Forma? Não importa! O Que Importa Mesmo É Se Entregar Ao Amor De Todas As Maneiras.

Skoob | Amazon | Livraria Saraiva

👉 Lançamento:
Quando: 08 de Setembro, 19h
Onde: Cabine da Praça Copacabana

PRINCESAS GPOWER - MILA WANDER
Uma estudante de medicina encontra o amor verdadeiro. Uma jovem órfã descobre que seus pais estão vivos. Uma moça com medo do mar se arrisca em um cruzeiro. Uma garota acha o seu lugar em uma nova cidade. Estar acima do peso não impede essas protagonistas fortes e empoderadas de viverem aventuras incríveis, dignas dos mais belos contos de fadas. Kai, Rosa, Cindy e Malena são verdadeiras princesas de suas próprias histórias, merecedoras de príncipes encantados, bailes, mistérios e sapatos de cristal. Com tramas leves e divertidas, Janaina Rico, Larissa Siriani, Mila Wander e Thati Machado mostrarão que existe apenas uma regra para sermos verdadeiras princesas: temos que nos permitir um felizes para sempre.

Skoob | Amazon | Livraria Saraiva

👉 Lançamento:
Quando: 09 de Setembro, 16h
Onde: Estande da Editora Qualis

sexta-feira, 1 de setembro de 2017

[Bienal do Livro Rio] Lançamentos Josy Stoque


Ontem começou mais uma edição da Bienal Internacional do Livro Rio, diversos lançamentos e autores MARAVILHOSOS para serem prestigiados, mas infelizmente não poderei estar presente nessa grande festa e conferir tudo de pertinho. Separei alguns lançamentos que prometem ser um grande sucesso, hoje vou apresentar para vocês os lançamentos da autora Josy Stoque 💗

Puro Êxtase Para Sempre - Josy Stoque 
Lindo, apaixonado e bem-sucedido: só faltava o casamento dos sonhos para o final feliz de RodrigoSara reluta em aceitar seu pedido, devido ao trauma de seu primeiro casamento, no entanto, sua armadura se desfaz ao toque sensível e excitante de Valente, e ela se rende ao amor. De casamento marcado, Rodrigo e Sara vivem um romance digno de cinema, com direito a tudo o que ela sempre quis ter em um relacionamento e ele está disposto a lhe dar. No entanto, durante os preparativos, Sara cai na real sobre o passo que está dando, tudo isso a distancia dele, provocando ansiedade e medo em Rodrigo. É a vez de o arquiteto ter dúvidas quanto à relação e, ao receber um vídeo às vésperas da cerimônia, vê seu grande sonho ser destruído.

👉 Lançamento:
Quando: 03 de Setembro, 14h
Onde: Estande da Astral Cultural


EU NUNCA - MILA WANDER e JOSY STOQUE
Pauline de Freitas Dias, uma mulher bem-resolvida que ama viver a liberdade plena, sabe exatamente o que fazer! Ela já tinha em mente o itinerário da viagem mais incrível de sua vida antes mesmo de apostar. Sua empolgação ao falar dos destinos mais inusitados da lista contagia o tímido Joseph Ayres, com quem literalmente esbarra na fila da lotérica. Ele é convencido a jogar pela tagarelice sem fim da doidinha, mesmo que relute devido aos seus princípios rígidos. O destino faz com que marquem os mesmos números e ganhem uma bolada inédita! Animada com a sorte dupla, Pauline convida Joseph para acompanhá-la em uma aventura pelos lugares mais exóticos do país. De cara, percebem o quanto são diferentes: ela é uma paulistana completamente liberal e ele é um mineirinho virgem que acabou de ser enxotado pela noiva. Disposta a fazer Joseph se permitir de verdade, Pauline estipula três regrinhas antes de iniciarem a viagem: 1) nada de usar o celular, 2) experimentar tudo o que puderem e 3) não se apaixonar. Ambos têm muito dinheiro para gastar e nada a perder, mas não podem prever que essa experiência única se tornará a mais louca de suas vidas, principalmente quando começam a quebrar as regras, uma por uma.

👉 Lançamento:
Quando: 10 de Setembro, 15h
Onde: Estande da Editora Pandargo

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

[Bienal do Livro Rio] Lançamentos Roxane Norris


Hoje começa mais uma edição da Bienal Internacional do Livro Rio, diversos lançamentos e autores MARAVILHOSOS para serem prestigiados, mas infelizmente não poderei estar presente nessa grande festa e conferir tudo de pertinho. Separei alguns lançamentos que prometem ser um grande sucesso, hoje vou apresentar para vocês os lançamentos da autora Roxane Norris 💗

Indulto ao Corso - Roxane Norris
Rose Anne perdeu sua mãe cedo e foi criada pelo pai - um dos conselheiros da Rainha Vitória - cuja costumeira ausência construiu em sua filha um espírito livre e rebelde. Temendo que na fase adulta a jovem se perdesse de vez, seu pai a enviou às colônias, para viver com sua tia. Uma viúva de posses, que certamente daria mais atenção a Rose e, se tivesse alguma sorte, juízo. Contudo, um espírito que nasce livre está longe de ser domado, e Rose se envolve numa intrigante rede de tráfico de informações que envolve não somente seu noivo, como também um corsário temido naquelas águas, Scar. Um homem que fará qualquer coisa para provar sua inocência, ainda que isso signifique dispor de Rose.

Indulto ao Corso é um livro que mistura romance, aventura, intrigas e um casal que oportunamente não tem nada para dar certo. Entretanto, possuem os mesmos objetivos. Gosto de pensar que este livro tem um pouco de Alexandre Dumas e Emilio Salgari, eles sempre são minha inspiração quando penso em aventura. E, claro, sempre uma boa pitada de história! Claro, que as linhas românticas possuem um boa dose Sarah Maclean, a escritora contemporânea com quem mais me identifico.

👉 Lançamento:
Quando: 07 de Setembro, 15h
Onde: Estande CL 06 - Pavilhão Verde

O Diabólico Duque de Essex - Roxane Norris
Sabe todas as convenções sociais, regras e etiquetas que te ensinam ao ser apresentada à sociedade? A mais nova das irmãs Reims abdica de todas elas ao aceitar o convite de Lady Charlotte para uma temporada no Brasil. Enfadada dos salões, Gwen é seduzida pela possibilidade de aventurar-se na vida longe da terra natal. O que ela não contava é que essa proeza tivesse cabelos escuros, uma altura considerável, olhos penetrantes e um sorriso de tirar o fôlego; e, claro, fosse completamente o oposto do que esperava de um cavalheiro.

De sua parte, Yurik Asworth, um aspirante à arte da fotografia, não estava disposto a se apaixonar. O que dirá deparar-se como uma jovem totalmente doidivanas que comprometerá cada minuto de seu dia naquelas paragens. Determinado a deixar que isso não aconteça, ele aceitará o desafio de não permitir que Gwen entre em sua vida. Contudo, o mistério que envolve a presença de Yurik na corte, e sua amizade com D. Pedro II, fará com que esse laço tênue entre o casal se torne uma paixão avassaladora, capaz de comprometer as relações, já permeadas de entrelinhas, entre as coroas de Brasil e Inglaterra.

Neste segundo livro da trilogia, cuja a protagonista é a mais nova das irmãs, a Gwen, nos deparamos com uma jovem que vê em sua vinda para o Brasil, como dama de companhia de uma amiga, a possibilidade de ser ela mesma, fugindo de todas as convenções da sociedade londrina. E ela fará isso com perfeição, auxiliada por um mestre da sedução, que vê em Gwen uma rival a sua altura, e vai quer a todo custo testar seu limite.

👉 Lançamento:
Quando: 02 de Setembro, 14h
Onde: Estande F1/G2 - Pavilhão Azul

sábado, 29 de julho de 2017

[Filme] O Quarto dos Esquecidos

Uma casa antiga e uma família buscando um novo recomeço. O piso de madeira, as janelas que não abrem, as portas que se trancam sozinhas, as luzes que piscam, um matagal e a solidão. Podemos dizer que O Quarto dos Esquecidos é mais um clichê do suspense, um crime mal desvendado se repetindo incansavelmente até que alguém pare o processo.

Dana e David buscam um novo recomeço após enfrentar a morte da filha mais nova. O casarão no meio do nada é uma ótima opção para quem busca paz e um lar estável para o criar o filho. Aos poucos a família vai se acomodando, reformando os espaço, organizando os objetos, tirando as infiltrações, se restabelecendo.

Durante uma caminhada na madrugada, uma luz no último andar chama a atenção de Dana, de acordo com a planta-baixa do imóvel aquele espaço não existe, mas após uma busca rápida e um móvel deslocado, uma porta fortemente trancada se fez presente. Cismada com aquele quarto, no dia seguinte Dana aproveita que o marido está brincando com o filho para tentar entrar naquele quarto.

Um homem sério, uma mulher triste, uma menina amedrontada e um cachorro enfurecido discutem ali dentro, Dana é atraída e trancafiada com eles, apavorada ela tenta fugir, mas percebe que as janelas não abrem e a porta só pode ser aberta pelo lado de fora, ninguém escuta seus pedidos de ajuda, ou percebe que ela desapareceu, o que resta é tentar se proteger e entender quem são essas pessoas e o que está acontecendo ali.

Apesar de todos os clichês o enredo consegue te prendar, talvez em uma expectativa sobre como os personagens vão crescer (o que não acontece), ou se outras pessoas vão ter uma participação mais ativa na trama central (o que também não acontece), porém, assim como qualquer suspense, fica aquela expectativa no ar de que o confronto vai acontecer.

Uma das primeiras cenas se torna bem emblemática quando no mercado Dana se apresenta como arquiteta e David como "do lar", causando um pouco de desconforto aos ouvintes. Também em conversas com a historiadora da cidade, Dana escuta histórias sobre quando era costume abandonar crianças que tinham nascida com algum tipo de deficiência. 

Em uma pesquisa rápida no Google é possível encontrar diversas histórias sobre as tradições referentes aos bebês, uma delas era a obrigação que as mães tinham de matar quando as crianças nasciam com algum tipo de deficiência. Ou no Egito que era costume matar as filhas por terem nascido mulher, seja rica ou pobre.

O filme prometia pelo elenco, mas deixou de aproveitar seu enredo, esqueceu de trabalhar as entrelinhas e colocar mais elementos em cena. Fica a promessa de um drama envolvente e um quarto assustador. Quem curte suspense fraquinho, ele tá de bom grado! 


domingo, 23 de julho de 2017

[Divulgação] Premiação Simplesmente Amor - Helena Andrade


O prêmio de literatura em língua portuguesa - OCEANOS, em parceria com o Itaú Cultural, contempla obras em cinco categorias: poesia, romance, conto, crônica e dramaturgia. Essa é a terceira edição, mas a primeira que autores brasileiros também podem concorrer ao maior prêmio de alcance dentro da lusofonia. A autora Helena Andrade está concorrendo ao grande prêmio com o romance Simplesmente Amor. - Mais Informações: OCEANOS.

O Prêmio Jabuti é um dos mais tradicionais e prestigiados prêmios literários do Brasil, idealizado pela Câmara Brasileira do Livro - CBL, pretende contemplar obras em 29 categorias, entre elas arquitetura, turismo, adaptação, capa, comunicação. A escritora Helena Andrade está concorrendo na categoria romance com a obra Simplesmente Amor. - Mais Informações: Jabuti.
Helena, desejamos todo o sucesso do mundo, temos certeza que veremos o seu nome na lista dos vencedores! A história de amor e superação de Alícia vai conquistar não só o juri, mas os leitores que estão além do oceano. 

sábado, 22 de julho de 2017

[Cinema] Fome de Poder - The Founder


Existem aqueles que são gênios, donos de grandes ideias, que pensam além dos processos habituais e podem revolucionar o mundo. Existem aqueles que vivem de ganância, na busca pelo poder e na tentativa de se dar bem a qualquer preço. Existem aqueles que são gênios e gananciosos, que conseguem levar suas grandes ideias ao mundo e são cultuados por isso. Existem aqueles que são cultuados por terem gerenciado grandes ideias, o que não lhe garante ética, nem mesmo o título de gênio, ou qualquer outro título honroso.

Os irmãos McDonald's eram gênios, após uma experiencia frustrada com o modelo de lanchonete vigente nos EUA na década de 50, Richard e Maurice se basearam no modelo Ford para remodelarem o processo de produção dos lanches, onde é estruturado uma linha de produção em que cada funcionário realiza uma parte da montagem. O movimento repetitivo faz com que a produção seja mais eficaz, rápida e mantenha o padrão.


Ray Kroc é o ganancioso que não merece um título honroso, bom de lábia, galanteador, discurso pronto e corajoso, podemos falar tudo sobre Kroc, mas temos que reconhecer que ele adorava um desafio. Munido de engenhocas para lanchonetes, Kroc recebeu um pedido inusitado, uma lanchonete solicitou a compra de 8 mixes que produziam vários milk-shakes de uma vez, o que só podia ser uma pegadinha, mas não custava nada verificar o local.


Surpreso, Kroc não conseguia acreditar no que via, atendimento eficiente, rapidez na entrega, ausência de baderneiros, ambiente limpo e clientes, muitos clientes, famílias inteiras na fila ansiosas pelos produtos McDonald's. Após conhecer o funcionamento do local e a história dos donos, Kroc teve a certeza que precisava levar aquele modelo para outros cantos, espalhar por toda costa.

Apesar de gênios, os irmãos McDonald's tinham medo de arriscar, estavam satisfeitos com o sucesso local e não pretendiam ampliar o negócio e faturar mais. Kroc logo apresentou um modelo de franquia, o que foi imediatamente reprovado, mas após conversas e concessões os irmãos se renderam, tentaram ser cautelosos com aquele novo passo, mas permitiram a busca de franqueados.


Kroc começou sua busca por franqueados, pessoas de confiança que pudessem levar o negocio adiante, mas sem estragar o conceito da marca. Começou então os primeiros embates, a mudança de cardápio, a baixa rentabilidade, a dificuldade em encontrar pessoas responsáveis e a resistência dos irmãos sobre a resolução de cada item. 

Os embates fizeram com que a ganancia prevalece-se diante dos gênios, excluindo qualquer título honroso que pudesse ser dado ao homem que transformou aquela movimentada lanchonete de San Bernardino, Califórnia, na maior rede de fast-food do mundo. Hoje presente em 120 países, 37 mil franqueados e milhares de admiradores.


A produção vai além do desejo de contar a história da lanchonete, ela consegue passar diversas lições sobre gestão e coragem. Já começa com um monólogo de Kroc sobre como você precisa ser corajoso para colocar em prática suas grandes ideias, devemos arriscar, dar tudo de si, realmente acreditar que aquilo é extraordinário, do contrário, é só mais uma ideia perdida.

Kroc não é um modelo a ser admirado e seguido, mas a sua persistência em acreditar que aquele modelo de negócio tem potencial e que pode alçar voos bem mais altos do que o esperado é louvável. Quantas vezes temos grandes ideias e simplesmente deixamos de lado por medo de arriscar, por desistirmos no primeiro tombo, por não nos cercarmos de pessoas de confiança. Quantas vezes escolhemos o caminho mais fácil por medo do novo? ACREDITE!

sexta-feira, 7 de julho de 2017

[SEMANA DE DIVULGAÇÃO] Sorteio Livro Trevas - J. Modesto


Chegamos ao fim da Semana de Divulgação J. Modesto, pudemos conhecer um pouco mais sobre a trajetória do autor e suas publicações. Hoje trago o post mais esperado por todos, o sorteio de 4 exemplares do livro Trevas, a primeira publicação do autor. As regras de participação são bem simples, basta curtir a página do autor e da editora, mas se você quiser mais chances, é só seguir as mídias dos blogs parceiros. Participe e conheça esse sucesso vampiresco!


a Rafflecopter giveaway


Promoção válida até 15.07 - Boa sorte!

quinta-feira, 6 de julho de 2017

[SEMANA DE DIVULGAÇÃO] Canal do Escritor J. Modesto

Semana de Divulgação - J. Modesto

Hoje venho trazer uma novidade, o autor J. Modesto lançou um canal no YouTube para falar um pouco mais de suas obras e curiosidades. O primeiro vídeo já está disponível e o autor fala sobre o seu primeiro lançamento, Trevas. Venha conferir, só não esqueça de se inscrever e deixar aquele like!


quarta-feira, 5 de julho de 2017

[SEMANA DE DIVULGAÇÃO] Obras de J. Modesto

Semana de Divulgação - J. Modesto

Nessa semana estamos conhecendo um pouco sobre a trajetória do escritor J. Modesto, autor do livro Joelma - Antes da Escuridão. Hoje vamos conhecer as outras publicações lançadas pelo autor, entre elas Trevas, sua primeira publicação, Anhangá, destaque na Bienal do Livro e Vampiro de Schopenhauer, lançado recentemente.


Trevas - J. Modesto
O Sol ardente contribuía para irradiar a luz própria das igrejas da Cidade do Vaticano. Cenário ideal para uma misteriosa conversa entre o Cardeal Giglio e Sua Santidade, o Papa. Diante de um secreto dossiê, o Papa dá carta branca ao cardeal, para combater o Mal com o Mal. Perante tal contexto, não se iluda que está diante de uma mera ficção religiosa. 

O autor, J. Modesto reuniu neste livro suas diversas cenas de terror e suspense, e que, de forma inteligente contextualizou-as no submundo do tráfico de entorpecentes de São Paulo e Rio de Janeiro. Lugar no qual o bem e o mal, o certo e o errado, confrontam-se diariamente, mas do que se possa imaginar. Com esta mistura engenhosa de realidade e ficção, o leitor se depara frequentemente com a dúvida do que é ou não real.


Vampiro de Schopenhauer - J. Modesto
Até as suas convicções irão mudar! Arthur Schopenhauer foi um dos maiores filósofos alemães do século XIX. Seu pensamento era caracterizado por não encaixar-se em nenhum dos grandes sistemas de sua época. Ele introduziu o Budismo e o pensamento indiano na metafísica alemã. Ficou conhecido por seu pessimismo e sua visão sobre a Morte, a Imortalidade e o Divino, mexendo com os alicerces da Filosofia da época. Agora, imagine esse homem ranzinza e pouco sociável, no auge de sua fama e pouco tempo antes de sua morte, encontrando-se com um ser Imortal, com séculos de existência, avesso ao divino, cuja própria existência coloca em xeque os fundamentos de tudo que ele acredita.


Anhangá: A fúria do Demônio - J. Modesto
Nos primeiros dias após a fundação da vila de São Paulo de Piratininga, o Padre Jesuíta José de Anchieta tenta acalmar um indiozinho aflito que se escondera no pequeno barracão do colégio. O medo do maléfico demônio Anhangá é o motivo do pavor do menino de pele avermelhada. Com todo o carisma que possuí, o jesuíta acolhe o pequenino enquanto a natureza, lá fora, demonstra toda a sua fúria através de uma tempestade que castiga impiedosamente a vila, sem saberem que o Mal está bem próximo.


Texto disponibilizado pela assessoria do autor.

terça-feira, 4 de julho de 2017

[SEMANA DE DIVULGAÇÃO] Joelma: Antes da Escuridão - J. Modesto

Semana de Divulgação - J. Modesto

Em 1974, o Brasil sofreu uma de suas maiores tragédias com o incêndio do edifício Joelma, supostamente iniciado em um ar condicionado. Mas o terreno do prédio já é amaldiçoado há tempos. É partindo deste pressuposto que J. Modesto mistura ficção e realidade em Joelma: Antes da Escuridão, thriller de tirar o fôlego publicado pela Editora Livrus.

Neste livro o autor explora a origem da lenda que envolve o edifício que foi construído sobre um terreno que foi cenário de um triplo homicídio, que ficou conhecido na época como “Crime do Poço”. Cerca de trinta anos antes do incêndio no edifício Joelma, seres malignos provenientes do inferno querem dominar a Terra. Para isso, precisam que Paulo construa um poço, ao passo em que devem combater dois padres, uma freira, um delegado e Gilberto, poderoso médium, que farão de tudo para livrar a Terra deste mal.

"Padre Antônio não tinha tempo a perder. Precisava fazer com que o Bispo o recebesse, mas a autoridade eclesiástica parecia evitá-lo. Passando pela sacristia, não deu atenção a nada nem ninguém que encontrou pelo caminho. Seu objetivo principal era apanhar alguns documentos e gravações que fizera da pequena Marina e levar até seu superior na tentativa de convencê-lo de que a menina realmente estava possuída por um demônio, precisando desesperadamente de um exorcismo."

As histórias de todos são cruzadas, desde o delegado Afonso, que deve encarar um criminoso que parece não ter medo da lei e, ao mesmo tempo, proteger sua família, até Paulo, professor meio perturbado e que não suporta suas irmãs e mãe. J. Modesto consegue unir todas estas teias de história em uma só, criando uma onda de grande suspense e terror.

O livro conta com uma belíssima capa que ilustra a ficção criada por Modesto. Dentro da obra há ainda uma ilustração do demônio que se manifesta na história e fotos reais na contracapa que se ligam à trama. 

Em Joelma – Antes da Escuridão, J. Modesto leva o leitor ao ápice da imaginação. O autor vai na contramão dos livros tradicionais, que relatam acontecimentos, e explora os elementos da ficção e do terror, utilizando locais e dados reais, sem pretensão de apresentar fatos que inocentem ou culpem os envolvidos nos episódios verídicos que aconteceram no final da década de 1940.

Joelma: Antes da Escuridão - J. Modesto
Em 1974, uma das mais modernas e imponentes construções da cidade de São Paulo ardeu em chamas, num dos mais traumáticos incêndios de que se tem notícia. As chamas teriam supostamente começado, de forma misteriosa, em um aparelho de ar condicionado. Espalharam-se rapidamente, vitimando centenas de pessoas, e provocando mais de 190 mortes. A fama de edifício amaldiçoado perdurou desde então, mas o que poucos sabem é que sua aura, que impregnou suas paredes de concreto, teve início muito tempo antes. Conheça, agora, os fatos que deram origem ao chamado Enigma do Edifício Joelma. A maior Lenda Urbana da capital paulista.


Texto disponibilizado pela assessoria do autor.

segunda-feira, 3 de julho de 2017

[SEMANA DE DIVULGAÇÃO] Escritor J. Modesto

Semana de Divulgação - J. Modesto

J. Modesto é paulistano, nascido em 1966 e formado em Arquitetura e Urbanismo pela Faculdade de Belas Artes de São Paulo. Publicou o primeiro livro, Trevas (skoob | compre), em 2006. Já em 2008, participou da antologia Amor Vampiro (skoob), junto com outros seis autores. Por conta desta obra ganhou o prêmio Codex de Ouro de melhor antologia em conjunto com os contos Amante Notívago e O Anjo e a Vampira (amazon).

No mesmo ano lançou Anhangá – A Fúria do Demônio (skoob | compre), que foi destaque na Bienal do Livro. Em 2011 o autor participou da coletânea Anjos Rebeldes (skoob) e em 2012 da coletânea O Livro do Medo. As obras mais recentes do autor são Vampiro de Schopenhauer (skoob | compre) e Joelma - Antes da escuridão (skoob | compre). 

Modesto é fascinado pelos gêneros de terror e suspense, tem entre seus ídolos H.P. Lovecraft, Stephen King, Mary Shelley, Anne Rice e Edgar Allan Poe. Ele também lê histórias em quadrinhos, cinema e literatura fantástica, vem se tornando um ícone do gênero literário nacional. Em conjunto com outros autores fundou o site Fontes da Ficção.

SiteFontes de Ficção | Skoob | Fanpage

Texto disponibilizado pela assessoria do autor.

segunda-feira, 26 de junho de 2017

[Dicas do Coração] Deixando o Guarda-Roupa Organizado I

Foto retirada do site buenonetto

Migs, deixa eu te perguntar uma coisa: Qual foi a última vez que o seu guarda-roupa viu uma boa limpeza? Só porque o coitado fica com as portas fechadas, não significa que a zona tem que se instaurar dentro dele. Adoro limpar e organizar os armários, gosto de ver tudo em seu devido lugar e fácil de ser achado, gasto horas setorizando e buscando maneiras de deixar tudo mais prático, mais acessível, para na hora da pressa não bater aquele desespero.

Acredito que a sua "zona pessoal" é um reflexo da sua mente, se tá tudo bagunçado é hora de parar e colocar as coisas em seus lugares, materiais e psicológicas, o inverso também, se está tudo compulsivamente arrumado e atrapalhando a sua rotina, é hora de analisar o que gerou essa compulsão. Meus armários são todos impecáveis, mas em cima da minha escrivaninha sempre existe uma mini-zona, um reflexo da minha ansiedade, que começa diversas atividades ao mesmo tempo, as vezes não finaliza, mas já está planejando o que vai iniciar em seguida.

1 - Separando o que fica, o que vai e o que tem salvação.

Hora de desocupar o guarda-roupa, aproveite para avaliar tudo que você tem, dobre o que ainda é útil para você, separe aquelas roupas que precisam de um reparo, de um restauro, mas que no fim ainda tem salvação. Em uma sacola coloque tudo que você não quer mais, mas pode ser útil para outra pessoa, nada de camiseta velha, rasgada, essas você separa e guarda pra tirar o pó da casa. Desapega migs!

Aproveita e coloca pra doação aquela blusa que o ex deu e virou sinônimo de sofrência, ou aquele batom horroroso que você ganhou no amigo secreto, abre espaço pras coisas novas e que te façam bem, vamos renovar essa energia que ninguém é obrigado a guardar o que faz mal. Lembre-se que além da organização externa, também organizamos a mente.

Infográfico retirado do Minha Casa, Minha Cara

2 - Limpa, limpa, limpa!

Guarda-roupa desocupado é hora de deixar tudo limpo e cheirosinho! Você pode encontrar diversos produtos especializados para limpeza de armário, como o meu é de madeira, gosto de limpar (dentro e fora) uma vez com álcool e depois passo lustra-móveis pra dá brilho e cheiro, mas uma opção também é usar a receita mágica:

  • 1/2 xícara de álcool com cheiro
  • 1/2 xícara de água  
  • 2 colheres de sopa de detergente

Coloque a mistura em um borrifador e vá limpando com um paninho. Independentemente do produto que você usar, após a limpeza deixe o guarda-roupa aberto por uma hora para arejar. Só não esqueça de tirar e limpar as gavetas, os armadores e tudo que for removível. Faz o trabalho completo migs!


Imagem retirada do site firezzi

3 - Cada coisa em seu lugar, no seu setor!

Separe o que for blusa das calça, o que é da noite e do trabalho, o que é roupa íntima das da praia, busque setorizar os itens para facilitar na hora de achar. Agora é hora de guardar tudo novamente, as roupas que amassam fácil deixe em cabides (todos virados para o mesmo lado e iguais), as roupas intimas dobradas e organizadas em uma gaveta, as de academia em outra, a farda do trabalho deixe em um local acessível, os perfumes e cremes enfileirados em um cantinho, as calças em seu canto.

Nesse momento é uma ótima hora de visualizar o que falta e anotar, sabe aquela blusa que precisa de uma segunda pele que você ainda não comprou? Ou o algodão que acabou e você nunca lembra de comprar? Anote tudo e reponha assim que possível. Todas as coisas organizadas e setorizadas facilita a visualização de elementos que estão faltando, evitando que você perceba apenas na hora do sufoco. Outra dica é comprar caixinhas e mini-gaveteiros de plástico, eles ajudam a deixar em ordem pequenos objetos, ou roupas como calcinha/cueca. Organiza ai migs!

Imagem retirada do site Ana de Melo

4 - Cheiroso e evitando o mofo!

A limpeza em si e as roupinhas limpinhas, já deixam o guarda-roupa cheirosinho, mas se você quiser deixar mais cheiroso, mas sem impregnar nas roupas é só usar sachês, existe a versão comercial e as artesanais que você pode pendurar no cabide de forma estratégica, ou os aromatizadores que você pode borrifar no guarda-roupa. Outra ideia e mais barata é guardar sabonetes com a embalagem aberta nas gavetas, o cheirinho é bem suave e você pode ficar sempre trocando. 

Outra ideia baratinha é usar giz branco para absorver a umidade do guarda-roupa e evitar o surgimento de mofo. Apesar da minha cidade (Fortaleza) ser muito quente o ano inteiro, teve uma época que começou a aparecer cheirinho de mofo em um lado do meu armário e essa foi a solução, com o tempo o odor sumiu completamente. Além do sache com giz, coloco alguns no vão entre a última gaveta e o piso do guarda-roupa. 

Pretendo fazer outros posts sobre o assunto, mas primeiro eu quero saber:
QUAL A SUA DIFICULDADE NO QUESITO ORGANIZAÇÃO?

quarta-feira, 7 de junho de 2017

[COLA&BORA] Uma Sábado Qualquer | O Monstro

Toda primeira quarta-feira do mês é dia de vasculhar os projetos de financiamento coletivo para ver o que os nossos artistas estão produzindo, mas dessa vez os escolhidos chegaram por e-mail, dois blogs que acompanho há tempos estão com projetinhos lindos e precisando daquele apoio. Além de torcer muito pelo sucesso deles e a grandiosidade de seus projetos, já confirmei o meu apoio, agora só falta você!

HQ Um Sábado Qualquer - A infância de Cristo

Há sete anos o Carlos Ruas produz tirinhas bem humoradas sobre religião e mitologia, praticamente o mesmo tempo que acompanho o trabalho dele. Através do financiamento coletivo, o autor quer lançar o 4º livro do Um Sábado Qualquer, agora com uma coletânea de tirinhas que abordam a infância de Cristo, histórias leves e bem humoradas sobre essa família que tanto nos inspira.


O autor disponibilizou uma série de recompensas para quem ajudar esse novo projeto, além dos lançamentos anteriores: "Deus, por trás das câmeras", "Boteco dos Deuses" e "Fique com os Deuses", tem as desejadas pelúcias (Deus e Luci), almanaques, imãs, poster e outros elementos que vão fazer a alegria dos fãs. Se você ainda não conhece essa turma, passa lá no blog e confere essa fofura: Um Sábado Qualquer.



HQ O Monstro - A Casa no Fim da Rua

Acompanho o trabalho do Fábio Coala há três anos mais ou menos, suas histórias fofinhas e cheias de lições fizeram com que eu me apaixonasse por seus personagens. O Monstro é um bichinho de pelúcia que viaja em mãos em mãos ajudando as pessoas, mas desse vez ele se mudou para a casa no fim da rua mudando a vida de, uma garota que trocou os amigos reais pelos virtuais.


O enredo inédito traz um pouquinho de suspense, lágrimas e boas risadas, impossível não se apaixonar pelo monstro, o personagem tem um lugar especial no coração dos fãs do trabalho do Coala. Quem apoiar o projeto tem várias opções de recompensa, além dos livros antigos: Horo - O castelo da neblinaO Monstro - Filhos de Quíron, terá direito a marcador de páginas, postal, bloco de notas e a desejada pelúcia do monstro. Se você ainda não conhece esse lindo, passa lá no blog e se apaixone por essa turma: Mentirinhas.